Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 16 de julho de 2018.
Dia do Comerciante .

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Conjuntura

Alterada em 16/07 às 09h33min

Inflação pelo IPC-S sobe 0,67% na 2ª quadrissemana de julho, divulga FGV

Desaceleração reflete a normalização do abastecimento de bens, após a greve dos caminhoneiros

Desaceleração reflete a normalização do abastecimento de bens, após a greve dos caminhoneiros


YASUYOSHI CHIBA/AFP/JC
O Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S) subiu 0,67% na segunda quadrissemana de julho, em desaceleração na comparação com a taxa de 1,01% na semana anterior, apontou nesta segunda-feira (16) a Fundação Getulio Vargas (FGV). O movimento reflete a normalização do abastecimento de bens, após a greve dos caminhoneiros ter prejudicado a entrega de produtos e impulsionado os preços nas semanas anteriores.
Na semana passada, sete das oito categorias de despesas registraram decréscimo nas respectivas taxas de variação: Alimentação (de 1,17% para 0,36%), Transportes (de 0,98% para 0,36%), Habitação (de 1,75% para 1,59%), Vestuário (de -0,26% para -0,54%), Despesas Diversas (de 0,18% para 0,07%), Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,35% para 0,31%) e Comunicação (de 0,42% para 0,39%).
Por outro lado, o único segmento a apresentar aceleração dos preços foi Educação, Leitura e Recreação (de 0,76% para 1,05%).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia