Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 06 de julho de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

crédito

Notícia da edição impressa de 06/07/2018. Alterada em 06/07 às 01h00min

Temer anuncia R$ 4 bilhões a Bolsa Família e Cadastro Único

Em discurso no Palácio do Planalto, o presidente Michel Temer anunciou mais de R$ 4 bilhões de microcrédito para o Plano Progredir, destinado aos beneficiários do Bolsa Família e aos inscritos no Cadastro Único do Governo Federal. Segundo o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), os recursos poderão ser usados nos próximos 12 meses e serão operados pelos principais bancos do País.

Ele avaliou que, quando assumiu o governo, há cerca de dois anos, "apanhou problemas", mas também aperfeiçoou e melhorou programas sociais. A medida aconteceu no limite do prazo eleitoral. "Na vida do Estado, existem dois momentos distintos, um político-eleitoral, em que as pessoas se comprometem, discutem planos, às vezes até exageram na disputa por qual é melhor, infelizmente. Outro momento, depois das eleições, é político-administrativo, em que todos devem unir-se em torno do bem comum", disse.

Para Temer, o Plano Progredir demonstra que o governo "estimula empreendedorismo" e não possui apenas programas pautados pelo assistencialismo. "Combate à pobreza não é pautado por assistencialismo, mas pela ideia da ascensão social que se faz por esse sistema que estamos adotando", reforçou.

De acordo com o MDS, a primeira liberação de microcrédito do Progredir foi em setembro do ano passado, com a meta de disponibilizar R$ 3 bilhões para contratação em um ano. O ministério informou que, em 10 meses, foram concedidos R$ 3,35 bilhões para mais de 1,1 milhão de pessoas do Cadastro Único. Desse total, mais de 760 mil são beneficiárias do Bolsa Família. O valor médio de cada operação é R$ 2,9 mil, e o limite de empréstimo na modalidade é de R$ 15 mil.

O Plano Progredir reúne ações de qualificação profissional, incentivo ao empreendedorismo e acesso ao mercado de trabalho.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia