Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 05 de julho de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Investigação

Notícia da edição impressa de 05/07/2018. Alterada em 05/07 às 01h00min

PF mira grupo suspeito por fraudes em precatórios

A Polícia Federal (PF) deflagrou ontem operação para investigar uma associação criminosa especializada em fraudes com precatórios judiciais. O prejuízo dos desvios teria superado R$ 3 milhões. A ação, batizada Rotten Money, cumpriu quatro mandados de prisão e seis de busca e apreensão em Porto Alegre e Brasília.

O crime foi desvendado em abril, após uma empresária tentar sacar a quantia de R$ 1,3 milhão em um terminal da Caixa Econômica Federal com a apresentação de documentação de procuração falsa. Os valores seriam referentes a precatório judicial. Com o andamento das investigações, a polícia constatou que o grupo utilizou a documentação falsificada também em negociações a terceiros.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia