Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 05 de julho de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Imobiliário

Notícia da edição impressa de 05/07/2018. Alterada em 05/07 às 01h00min

Preço médio dos imóveis residenciais cai 0,06%

O preço médio dos imóveis residenciais teve uma leve queda de 0,06% na passagem de maio para junho, segundo pesquisa da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) feita com base nos anúncios de 20 cidades no site Zap. O levantamento mostra também que os preços caíram 0,16% no acumulado do ano e recuaram 0,47% nos últimos 12 meses.

O comportamento dos preços no mês foi bem diferente nas localidades cobertas pela pesquisa, sugerindo que o mercado imobiliário já mostra recuperação em algumas regiões, mas permanece em baixa em outras áreas.

Em junho, apenas seis das 20 cidades pesquisadas tiveram alta nos preços, como foram os casos de São Paulo (0,21%), Goiânia (0,31%) e Distrito Federal (0,37%). Já em 14 das 20 regiões foi registrada baixa nos preços, como foram os casos de Porto Alegre (-0,30%), Rio de Janeiro (-0,42%), Campinas (-0,46%) e Salvador (-0,55%). O valor médio do metro quadrado dos imóveis residenciais foi a R$ 7.539,00. O Rio de Janeiro se manteve como a cidade com o preço mais alto do País (R$ 9.556,00), seguida por São Paulo (R$ 8.774,00).

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia