Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 03 de julho de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

financiamento

Notícia da edição impressa de 03/07/2018. Alterada em 03/07 às 01h00min

Programa BRDE Municípios anuncia novas linhas de crédito

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) anuncia amanhã a abertura de novas linhas de crédito destinadas a projetos locais, no âmbito do Programa BRDE Municípios, às 16h, em cerimônia no Palácio Piratini, com a presença do governador José Ivo Sartori.
Conforme o diretor de Planejamento e Financeiro do banco, Luiz Corrêa Noronha, desde a criação do Programa BRDE Municípios, em 2015, a instituição investiu R$ 180 milhões nos três estados da Região Sul, cabendo R$ 60 milhões ao Rio Grande do Sul. "Mais recentemente, com novas regras financeiras, o BRDE Municípios foi ampliado e reestruturado nos pilares de crédito e de assistência técnica", explica.
Segundo o diretor, já existe no BRDE uma demanda superior a R$ 200 milhões, somente para o Programa Avançar Cidades. O BRDE foi o primeiro banco a ter operações aprovadas em todas as instâncias do programa, com o município de Três Palmeiras, no Rio Grande do Sul.
"O BRDE decidiu, então, usar parte do limite de crédito de que dispõe junto ao Bndes, e que estava direcionado para a iniciativa privada, todo o limite da CEF, parte dos recursos externos que estamos captando junto à Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), ao Banco Europeu de Investimentos (BEI) e à Finep, que está abrindo linha de inovação para municípios, e criamos novas linhas de crédito no âmbito do BRDE Municípios", informa Noronha.

Componente de crédito -subprogramas e itens financiáveis

Cidades sustentáveis
Projetos municipais ambientais e sustentáveis, que se enquadrem no Programa BRDE PCS - Produção e Consumo Sustentáveis, tais como energias limpas e renováveis, eficiência energética, iluminação pública (com lâmpadas de led), ciclovias, reciclagem e tratamento de resíduos urbanos, entre outros.
Infraestrutura municipal
Obras de infraestrutura, mobilidade urbana e saneamento, entre outros segmentos.
Máquinas e equipamentos rodoviários
Máquinas novas nacionais, usinas asfálticas, retroescavadeiras, rolos compressores, entre outros equipamentos.
Segurança pública
Projetos que promovam a segurança pública, tais como aquisição de equipamentos nacionais e importados, serviços técnicos especializados, ações de treinamento, entre outros.
Mais turismo
Projetos voltados para a melhoria da infraestrutura e dos serviços de atendimento aos turistas.
Desenvolvimento regional
Investimentos municipais previstos em Planos Regionais de Desenvolvimento.
Assistência técnica
Apoio para obtenção de financiamento de fontes nacionais e internacionais.
Apoio ao incremento da participação privada em projetos de PPPs e concessões.
Desenho de projetos de consultoria sob medida para atender demandas locais específicas
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia