Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 27 de junho de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Agronegócios

Alterada em 27/06 às 13h22min

BRF suspenderá produção de perus em unidade do PR embargada pela UE

A companhia de alimentos BRF informou, nesta quarta-feira, 27, que suspenderá por tempo indeterminado as atividades de produção de perus da unidade de Francisco Beltrão (PR), a partir de primeira quinzena de agosto. "A revisão tem como objetivo a adequação da estrutura à demanda do mercado e a melhor alocação de recursos", justificou a empresa em nota. A planta paranaense é uma das unidades cuja exportação para a União Europeia (UE) foi embargada neste ano.
Apesar da paralisação na linha de produção da ave, a BRF ressalta que todas as demais atividades do complexo fabril - processos de frango, rações, filial de grãos e as matrizes de peru - serão mantidas. "A revisão também não altera os investimentos da ordem de R$ 18 milhões previstos para a unidade de Francisco Beltrão, destinados a diversos projetos de melhorias como a ampliação da área da câmara de estocagem", destaca o comunicado.
Não foram confirmados quantos trabalhadores terão as atividades suspensas. A companhia afirma que está avaliando a possibilidade de absorver parte da equipe da linha em outros processos produtivos na mesma unidade ou em unidades próximas, dependendo da disponibilidade, mobilidade e existência de posições equivalentes. "A empresa informa ainda que os termos contratuais vigentes serão honrados junto aos atuais integrados. A BRF irá acionar todos os produtores da localidade nas próximas semanas para comunicar os próximos passos", ressalta a empresa.
Em audiência pública no Senado, realizada neste mês, o vice-presidente Global de Eficiência Corporativa da BRF, Jorge Lima, havia comentado que os embargos impostos por outros países ao Brasil têm feito a empresa recuar.
Na ocasião, ele disse que a companhia estava fazendo o possível para evitar o fechamento de plantas, porém, a redução na produção de peru estava nos planos "por não ter onde vender". "Essa cadeia de perus vai estourar, temos que parar", ressaltou. Até o momento, o abate de perus foi paralisado em Mineiros (GO).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia