Porto Alegre, sábado, 14 de março de 2020.
Dia Nacional da Poesia. Dia do Vendedor de Livros.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Mercado Financeiro

25/06/2018 - 08h47min. Alterada em 25/06 às 08h47min

Em dificuldade, GE deve vender divisão de motores industriais por US$ 3 bilhões

Frente à sua crise, General Electric vai sair do índice Dow Jones nesta terça

Frente à sua crise, General Electric vai sair do índice Dow Jones nesta terça


YASUYOSHI CHIBA/AFP/JC
O conglomerado General Electric está próximo de um acordo para vender a unidade que fabrica motores industriais de grande porte para a firma de private equity Advent International, de acordo com pessoas familiarizadas com o assunto. O negócio é estimado em US$ 3 bilhões ou até mais, segundo as fontes. Caso concretizada, a medida traria um capital fundamental para um grupo em dificuldade.
O conglomerado General Electric está próximo de um acordo para vender a unidade que fabrica motores industriais de grande porte para a firma de private equity Advent International, de acordo com pessoas familiarizadas com o assunto. O negócio é estimado em US$ 3 bilhões ou até mais, segundo as fontes. Caso concretizada, a medida traria um capital fundamental para um grupo em dificuldade.
O acordo deve ser anunciado na segunda-feira. Segundo as fontes, a Advent fez oferta maior para a divisão de motores industriais que a Cummins.
Caso confirmada, a venda é mais um passo no esforço do presidente-executivo John Flannery para simplificar a empresa depois de anos de desempenho ruim. A expectativa é de um desinvestimento de US$ 20 bilhões até o final de 2019. No mês passado, a GE concordou em vender sua divisão ferroviária por US$ 11 bilhões.
Diante dessas dificuldades do conglomerado, a GE vai sair do índice Dow Jones nesta terça-feira, 26. Ela vai ser substituída pela farmacêutica e varejista Walgreens.