Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 20 de junho de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado de Capitais

Notícia da edição impressa de 20/06/2018. Alterada em 20/06 às 01h00min

CVM condena acusados de insider em caso Globex/Casas Bahia

O colegiado da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) condenou ontem quatro investidores acusados de negociar ações da Globex com uso de informações privilegiadas dias antes da divulgação do acordo de associação com a Casas Bahia, no fim de 2009. Guilherme Soter Lopes da Silva, Rodrigo Rodrigues da Silva, Cláudia Maria da Costa e Henvironmenth Sistemas Ambientais pagarão juntos R$ 684 mil em multas, o equivalente a 1,5 vez o lucro auferido por eles com as operações corrigido pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

No voto, o diretor-relator Gustavo Borba rejeitou as alegações de prescrição da irregularidade e também destacou que os acusados tinham relações pessoais entre si e com pessoas que tiveram acesso às negociações entre as duas empresas. Segundo ele, as operações de compra e venda em datas próximas ao anúncio, comprovam isso.

Esse não é o primeiro processo administrativo sancionador na CVM relacionado à Globex/Casas Bahia. A autarquia já chegou a firmar um termo de compromisso com o então diretor de Relações com Investidores da Globex.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia