Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 29 de junho de 2018.
Dia da Telefonista.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

crédito

Notícia da edição impressa de 14/06/2018. Alterada em 14/06 às 01h00min

Financiamentos de veículos novos caem 3,8%

O número de veículos zero quilômetro vendidos por meio de financiamento caiu 3,8% em maio ante abril, para 167,6 mil unidades, em soma que considera automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus e motos. O levantamento é feito pela B3, que compila os financiamentos aprovados pelas instituições financeiras do País.
Parte da retração é explicada pela greve dos caminhoneiros, que ocorreu na segunda quinzena de maio e afetou não só a produção de veículos, mas também a distribuição para as concessionárias. A demora na entrega atrapalhou as vendas. Segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), 25 mil unidades (sem considerar motos) deixaram de ser emplacadas no mês passado.
Em relação a maio do ano passado, as vendas financiadas conseguiram apresentar expansão de 4,7%, apesar da paralisação. De qualquer forma, o prazo para financiamento cresceu. Em maio, os contratos aprovados pelos bancos ofereciam, em média, 38,8 meses para quitar a compra de um veículo zero quilômetro. Em abril, a média foi de 35,5 meses.
No segmento de usados, as variações foram mais tímidas. As vendas financiadas em maio somaram 282,6 mil unidades, queda de 1,4% em relação a abril, mas alta de 0,2% sobre o resultado de maio do ano passado.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia