Porto Alegre, terça-feira, 23 de novembro de 2021.
Porto Alegre,
terça-feira, 23 de novembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

artes visuais

- Publicada em 23/11/2021 às 08h06min.

Espaço cultural Azzurra exibe mostra 'Decifro-te ou me devoras?'

Juliana Gonzalez apresenta série 'Glorioso sacrilégio' (2019)

Juliana Gonzalez apresenta série 'Glorioso sacrilégio' (2019)


LILIAN MAUS/DIVULGAÇÃO/JC
Segue em exposição até 3 de dezembro as obras de Ernani Chaves e Juliana Gonzalez na mostra Decifro-te ou me devoras? no espaço cultural Azzurra (Benjamin Constant, 1.211), de terça-feira a sábado, das 18h à 0h. Com curadoria de Lilian Maus (professora do Instituto de Artes da Ufrgs) e Sofia Mazzini (graduanda do curso de História da Arte), o título da exposição subverte a famosa frase do mito da esfinge de Tebas para convidar o visitante a se indagar, aguçar os sentidos e devorar as obras com os olhos.
Segue em exposição até 3 de dezembro as obras de Ernani Chaves e Juliana Gonzalez na mostra Decifro-te ou me devoras? no espaço cultural Azzurra (Benjamin Constant, 1.211), de terça-feira a sábado, das 18h à 0h. Com curadoria de Lilian Maus (professora do Instituto de Artes da Ufrgs) e Sofia Mazzini (graduanda do curso de História da Arte), o título da exposição subverte a famosa frase do mito da esfinge de Tebas para convidar o visitante a se indagar, aguçar os sentidos e devorar as obras com os olhos.
A mostra traz pinturas em suportes tradicionais como tela e papel, mas também reveste estátuas de gesso, cartões, papéis reaproveitados, trazendo flagrantes de frases machistas de músicas populares. Ambos os artistas fazem uso ousado de cores e têm a tendência de brincar com ideias e teorias da arte, abrindo novas interpretações.
Juliana, artista graduanda em Artes Visuais na Ufrgs, expõe sua coleção de Santas, trabalho que mexe com nosso imaginário coletivo de imagens e símbolos cristãos, mas que para artista, remete a descobertas e a relações familiares, com pinceladas de ironia e também de celebração.
Já na produção de Ernani, encontramos o trabalho minucioso, tanto nas linhas como nas formas e soluções pouco ortodoxas para potenciais montagens de seus trabalhos. Ele convida o espectador a alçar o voo da imaginação através de seus pássaros, obras potentes de seu repertório e que remetem a viagens culturais que ultrapassam o suporte da pintura.
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO