Porto Alegre, sexta-feira, 19 de novembro de 2021.
Dia da Bandeira.
Porto Alegre,
sexta-feira, 19 de novembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CINEMA

- Publicada em 19/11/2021 às 16h07min.

Representante uruguaio no Oscar tem coprodução gaúcha

A Okna Produções, de Porto Alegre, assina o longa 'A teoria do vidros quebrados'

A Okna Produções, de Porto Alegre, assina o longa 'A teoria do vidros quebrados'


OKNA PRODUÇÕES/DIVULGAÇÃO/JC
Misturando os gêneros comédia e policial, o filme A teoria dos vidros quebrados, dirigido por Diego “Parker” Fernández, foi escolhido pelo Uruguai para representar o país no Oscar de 2022 na categoria de Melhor Filme em Língua Estrangeira. Coprodução com Brasil e Argentina, o longa leva a assinatura da gaúcha Okna Produções.
Misturando os gêneros comédia e policial, o filme A teoria dos vidros quebrados, dirigido por Diego “Parker” Fernández, foi escolhido pelo Uruguai para representar o país no Oscar de 2022 na categoria de Melhor Filme em Língua Estrangeira. Coprodução com Brasil e Argentina, o longa leva a assinatura da gaúcha Okna Produções.
O roteiro parte de um experimento em psicologia social conhecido no Brasil como a Teoria da janelas quebradas, na qual, se uma janela de um prédio for destruída e não receber reparo logo, a tendência é de que as demais sejam vandalizadas e, em pouco tempo, o prédio todo ocupado e destruído.
A trama se desenvolve então a partir da história de Claudio Tapia (Martín Slipak), empregado de uma companhia de seguros que é designado como responsável da empresa em uma longínqua e pequena cidade. Após sua chegada, vários carros começam a aparecer incendiados durante a noite sem motivo algum. Claudio deve resolver o mistério para manter sua ambição de progredir dentro da empresa ao mesmo tempo em que administra uma crise em seu casamento.
Aletéia Selonk, fundadora da Okna Produções, comemora a escolha do filme como representante uruguaio no Oscar. “Foi uma honra participarmos como coprodutores deste longa, que resultou de parceria muito produtiva, alinhada com profissionais de todos os países envolvidos. O sucesso do filme no Uruguai é algo que sentimos como uma conquista, e, em breve, estará também nas telas de cinema de todo o Brasil.”
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO