Porto Alegre, quarta-feira, 13 de outubro de 2021.
Dia do fisioterapeuta e do terapeuta ocupacional.
Porto Alegre,
quarta-feira, 13 de outubro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

ACONTECE

- Publicada em 13/10/2021 às 11h06min.

Sarau do Solar recebe Cláudio Barulho na cerimônia de premiação do Lila Ripoll 2021

Sambista apresenta espetáculo '60 Anos de Trabalho' nesta quarta-feira (13)

Sambista apresenta espetáculo '60 Anos de Trabalho' nesta quarta-feira (13)


ALRS/DIVULGAÇÃO/JC
Marcando a entrega do Prêmio Lila Ripoll de Poesia 2021, o Sarau do Solar desta quarta-feira (13), às 18h30min, no Salão Júlio de Castilhos da Assembleia Legislativa do RS, terá show de Cláudio Barulho. O espetáculo Cláudio Barulho - 60 Anos de Trabalho terá transmissão ao vivo pela TV AL e mídias sociais.
Marcando a entrega do Prêmio Lila Ripoll de Poesia 2021, o Sarau do Solar desta quarta-feira (13), às 18h30min, no Salão Júlio de Castilhos da Assembleia Legislativa do RS, terá show de Cláudio Barulho. O espetáculo Cláudio Barulho - 60 Anos de Trabalho terá transmissão ao vivo pela TV AL e mídias sociais.
A apresentação é uma homenagem aos maiores compositores e cantores do samba, tendo no repertório, entre outras, Clube do Samba (João Nogueira), Homenagem ao Malandro (Chico Buarque), Alma boêmia (Toninho Geraes), Lama nas ruas (Almir Guineto) e Tá escrito (Xande di Pilares). Ele estará acompanhado pelos músicos Emerson Alexsandro Nogueira de Almeida, Clayton Klitzke Franco e Glaucir Pinheiro Duarte Junior.
Cláudio Custódio dos Santos, mais conhecido como Cláudio Barulho (Pelotas, 1942), é um intérprete de samba-enredo e de samba de raiz brasileiro, radicado no Carnaval da capital gaúcha. Começou em 1961, como baterista amador e percussionista na extinta orquestra do mestre Valdemarino, depois de dez anos como tarol-mestre na Banda Militar do Exército.
Mais tarde, nas apresentações pelas casas noturnas, aproveitava os intervalos dos cantores profissionais para dar o seu recado. Se apresentou em diversas casas de espetáculo - Bar Batelão (do Lupicínio Rodrigues), Carinhoso, Clube da Saudade, Encouraçado Botequim, Corujão, Casarão do Samba, Sandália de Prata, entre outros. 
Num período de 30 anos de avenida, passou por diversas escolas de samba de Porto Alegre. Em sua passagem pela Estado Maior da Restinga, conquistou um bicampeonato do Carnaval em 1991 e 1992. Ele também gravou dois CDs, Sou do samba e Cantar samba é, fazendo registro de sua trajetória. Atualmente, Cláudio Barulho continua se apresentando cantando sambas de raiz pelos bares da Capital.
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO