Porto Alegre, quinta-feira, 30 de setembro de 2021.
Dia da Secretária. Dia do Jornaleiro.
Porto Alegre,
quinta-feira, 30 de setembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

música

- Publicada em 30/09/2021 às 07h28min.

Primeiro trompista da Ospa vai ganhar documentário sobre sua iniciativa

Primeira etapa do projeto com Israel Oliveira é lançamento de videoclipe nesta quinta-feira (30)

Primeira etapa do projeto com Israel Oliveira é lançamento de videoclipe nesta quinta-feira (30)


CRISTANIA KRAMATSCHECK/DIVULGAÇÃO/JC
Primeiro trompista da Ospa e vencedor do Prêmio Punto, o Oscar de sua categoria, Israel Oliveira vai ganhar documentário com o projeto que uniu músicos de toda a América Latina. O lançamento do videoclipe que conta parte dessa história será nesta quinta-feira (30), nas redes do Latinoamericahorns - Facebook, Instagram e YouTube do grupo, além do site https://latinoamericahorns.com.
Primeiro trompista da Ospa e vencedor do Prêmio Punto, o Oscar de sua categoria, Israel Oliveira vai ganhar documentário com o projeto que uniu músicos de toda a América Latina. O lançamento do videoclipe que conta parte dessa história será nesta quinta-feira (30), nas redes do Latinoamericahorns - Facebook, Instagram e YouTube do grupo, além do site https://latinoamericahorns.com.
O músico foi o responsável pela criação de uma rede de trompistas brasileiros, para apoiar os instrumentistas durante a pandemia. A iniciativa cresceu e se alastrou com o nome de Coronahorns, e há um ano se transformou no LatinoAmericaHorns, o primeiro coletivo de trompas da América Latina. O grupo reúne mais de mil músicos e é dirigido por Oliveira com a participação dos brasileiros Nadabe Tomás, Gleice Viana e Fábio Flatschart; do argentino Cesar Ahumada; do peruano Jorge Montoya e da venezuelana Gabriela Ibarra. 
Os encontros virtuais do LatinoAmericaHorns chamaram a atenção de quatro pessoas que vão transformar o projeto e sua escalada até a maior premiação mundial do instrumento em um audiovisual inédito. A equipe é formada pela documentarista Sandra Porciúncula e o editor de imagens João Sauer, que já receberam prêmios por seus trabalhos em documentários, e a relações públicas Ester Chaves Rodrigues, especializada em espetáculos eruditos, sob a direção da comunicadora Claudia Antonini.
O objetivo é lançar o documentário em agosto de 2022, na próxima edição do Prêmio Punto da International Horn Society, durante o Encontro Anual da Entidade de 01 a 06 de agosto na A&M University-Kingsville no Texas (EUA).
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO