Porto Alegre, terça-feira, 14 de setembro de 2021.
Aniversário da cidade de Viamão.
Porto Alegre,
terça-feira, 14 de setembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

audiovisual

- Publicada em 18h29min, 14/09/2021. Atualizada em 18h34min, 14/09/2021.

Cineasta Emiliano Cunha ministra curso gratuito de linguagem a convite do Iecine

Diretor de 'Raia 4', o também roteirista, produtor e professor coordena 12 aulas online

Diretor de 'Raia 4', o também roteirista, produtor e professor coordena 12 aulas online


TUANE EGGERS/AUSGANG/DIVULGAÇÃO/JC
Estão abertas até o dia 28 de setembro as inscrições para o curso Linguagem audiovisual e decupagem, coordenado pelo diretor, roteirista e produtor Emiliano Cunha (de Raia 4). O projeto é uma realização do Instituto Estadual de Cinema (Iecine) e do RS Criativo, instituições da Secretaria de Estado da Cultura (Sedac), com apoio da Cinemateca Paulo Amorim e do Banrisul, por isso é gratuito.
Estão abertas até o dia 28 de setembro as inscrições para o curso Linguagem audiovisual e decupagem, coordenado pelo diretor, roteirista e produtor Emiliano Cunha (de Raia 4). O projeto é uma realização do Instituto Estadual de Cinema (Iecine) e do RS Criativo, instituições da Secretaria de Estado da Cultura (Sedac), com apoio da Cinemateca Paulo Amorim e do Banrisul, por isso é gratuito.
A atividade começa em 29 de setembro, com 12 aulas em formato online, nas quartas-feiras, das 14h às 16h30min. O link do formulário de inscrição está disponível na bio do Instagram @ieciners.
A partir de uma perspectiva histórica, as aulas expositivas analisam, técnica e esteticamente, diversas formas expressivas no suporte audiovisual. Por intermédio também de vivências práticas remotas, serão apresentados os caminhos que levaram à construção de uma relação de olhar com os dispositivos audiovisuais.
Também serão apresentados os fundamentos da linguagem audiovisual, como o uso da câmera para a construção da cena (enquadramento, ângulos, movimentos), a concepção da decupagem do roteiro, a construção da "mise em scène", além da relação da direção de cena com a equipe e elenco. O objetivo é munir os alunos com ferramentas para construírem suas próprias formas de interação com o mundo através do som e imagem em movimento em diferentes dispositivos e janelas.
“No mundo em que vivemos, cercados de imagens e símbolos, é necessário instrumentalizar para a interpretação e leitura dessas imagens. Com esse laboratório, buscamos popularizar a alfabetização audiovisual, dando um passo à frente em relação à difusão do conhecimento e provocando o pensamento crítico sobre a linguagem e utilização das imagens", avalia o diretor do Instituto Estadual de Cinema, Zeca Brito, complementando que, desde 2019, o Iecine tem atuado no sentido de formação de espectadores, público e novos realizadores."
O cineasta Emiliano Cunha, sócio da produtora Ausgang, é formado em Cinema pela Pucrs e mestre em Comunicação pela mesma universidade, com pesquisa sobre o Cinema de Fluxo brasileiro. Também é professor universitário na faculdade de Produção Audiovisual da Uniritter e da Escola de Fotografia Expandida (Fluxo), onde leciona no curso de Direção Cinematográfica - Construindo Atmosferas.
Além de Raia 4, sua estreia como diretor solo de longas, Cunha realizou os curtas-metragens O Cão (2011), Lobos (2012), Tomou café e esperou (2013), Navegantes (2015); Sob águas claras e inocentes (2016), Endotermia (2018) e Tormenta (2021). Dirigiu, ainda, a minissérie ficcional Horizonte B, licenciada para a Netflix e, atualmente, disponível na Amazon Prime. Além de quatro episódios da série A Bênção, para o Canal Brasil (disponível na Globoplay e Canal Brasil). Ele também retornou ao Sesc Novas Histórias em 2018, com o roteiro do longa-metragem infantil O Vale das Cigarras (adaptado aqui como Virabicho) e corroteirizado com Janaina Fischer.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário