Porto Alegre, terça-feira, 14 de setembro de 2021.
Aniversário da cidade de Viamão.
Porto Alegre,
terça-feira, 14 de setembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

ARTES VISUAIS

- Publicada em 17h59min, 14/09/2021.

Fundação Força e Luz apresenta duas novas exposições nesta terça-feira

Vasos da ceramista Eliza Ziegler integram a mostra 'Pungente'

Vasos da ceramista Eliza Ziegler integram a mostra 'Pungente'


Rafael Bittencourt/DIVULGAÇÃO/JC
A Fundação Força e Luz (Andradas, 1.223) apresenta a partir desta terça-feira (14) duas exposições de artistas expoentes em suas áreas de atuação: Felipa Queiroz com sua quarta individual Teoria da fumaça, e as ceramistas Elisa Ziegler e Priscila Andrade com Pungente.
A Fundação Força e Luz (Andradas, 1.223) apresenta a partir desta terça-feira (14) duas exposições de artistas expoentes em suas áreas de atuação: Felipa Queiroz com sua quarta individual Teoria da fumaça, e as ceramistas Elisa Ziegler e Priscila Andrade com Pungente.
As visitações, em ambas mostras, podem ser feitas em três formatos diferentes: visita geral (de terças a sextas-feiras, das 10 às 19h, e sábados, das 11h às 18h), visita acompanhada de mediadores da instituição (de terças a sábados, às 14h e 16h) e visita com mediação das próprias artistas (sextas, às 16h). As duas últimas necessitam inscrição prévia através de formulário disponível na bio do Instagram @cccev_cultura.
Com um olhar próprio a respeito da pintura contemporânea, Felipa investiga as potências poéticas da montagem e a virulência e onipresença da força pictórica. Ressaltando o caráter material da pintura como um objeto através da construção da expografia, suas telas serão dispostas de maneira que possam ser circuladas, instigando uma experiência dinâmica.
Em Pungente, Priscila e Elisa propõem um mergulho em suas experiências pessoais, eternizadas em vasos e livros que expõem seus processos criativos e sentimentos. Apesar de dividirem o atelier e o espaço expositivo, suas externalizações são feitas a partir de visões opostas.
Priscila utiliza cores fortes como o vermelho, símbolos com referência na tatuagem tradicional americana e formas arredondadas, denotando uma linha romântica. Elisa traz formas retas, fechadas, brutas, espinhos e cores monocromáticas de preto e chumbo, com pequena inspiração nas formas medievais.
Ao longo do mês acontecem ainda atividades educativas lançadas no Instagram da instituição. Integram a programação as palestras Devaneios da Pintura, com Felipa, e O Sistema da Arte, com membros da Gazzebo Galeria de Arte, além de uma oficina de cerâmica gratuita com as artistas de Pungente, Elisa e Priscila.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário