Porto Alegre, segunda-feira, 23 de agosto de 2021.
Porto Alegre,
segunda-feira, 23 de agosto de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

FESTIVAL DE GRAMADO

- Publicada em 14h52min, 22/08/2021. Atualizada em 19h53min, 23/08/2021.

'Desvirtude' é melhor filme de curta-metragem gaúcho do Festival de Gramado

Produção levou os troféus de melhor filme, melhor direção, melhor atriz e melhor montagem

Produção levou os troféus de melhor filme, melhor direção, melhor atriz e melhor montagem


Edison Vara/Ag. Pressphoto./JC
O filme Desvirtude, da diretora Gautier Lee, foi o vencedor do Prêmio Assembleia Legislativa - Mostra Gaúcha de Curtas desta 49ª edição do Festival de Cinema de Gramado. A produção - que traz roteiro sobre racismo - levou os troféus de melhor filme, melhor direção, melhor atriz e melhor montagem.
O filme Desvirtude, da diretora Gautier Lee, foi o vencedor do Prêmio Assembleia Legislativa - Mostra Gaúcha de Curtas desta 49ª edição do Festival de Cinema de Gramado. A produção - que traz roteiro sobre racismo - levou os troféus de melhor filme, melhor direção, melhor atriz e melhor montagem.
O curta traz um forte roteiro sobre racismo ao contar a história de Kenia, uma menina negra, estudante de Jornalismo que, após ser agredida durante uma atividade na universidade, tem de lidar com repercussões e retaliações de seu caso.
“Eu nem sei o que dizer, estou dividida entre chorar, rir, pensar e falar. Quero aproveitar esse espaço para agradecer a toda nossa equipe que pilhou fazer esse projeto sem nenhum centavo. Eu gastei um total de R$ 17 para comprar uma base para a nossa atriz, é um curta de R$ 17”, agradeceu a diretora do filme, Gautier Lee, em sua participação virtual na cerimônia.
Desvirtude também foi selecionado para competir entre os curtas-metragens brasileiros.
O filme Eu Não Sou Um Robô, de Gabriela Lamas, também foi destaque na mostra deste ano, garantindo quatro prêmios: melhor roteiro, melhor fotografia, melhor direção de arte e melhor filme pelo júri da crítica.
A cerimônia aconteceu na tarde de sábado (21) e contou com a participação dos músicos da região de Gramado Ástrid Godoi no vocal e Felipe Saul na guitarra com intervenções ao vivo.
O Prêmio Assembleia Legislativa de Cinema – Mostra Gaúcho de Curtas é uma promoção da Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul, realizado há 18 anos em parceria com a Prefeitura Municipal de Gramado, firmada por meio de Termo de Acordo de Mútua Colaboração, com a interveniência da Gramadotur.
CURTAS-METRAGENS GAÚCHOS
  • Melhor Filme – “Desvirtude”, De Gautier Lee
  • Melhor Ator – Álvaro Rosacosta em “Rufus”
  • Melhor Atriz – Evellyn Santos em “Desvirtude”
  • Melhor Direção – Gautier Lee, por “Desvirtude”
  • Melhor Roteiro – Felipe Yurgel, Gabriela Lamas, Maurilio Almeida por “Eu Não Sou Um Robô”
  • Melhor Fotografia – Lívia Pasqual, por “Eu Não Sou Um Robô”
  • Melhor Montagem – Gabriel Borges, por “Desvirtude”
  • Melhor Direção de Arte – Gabriela Lamas, por “Eu Não Sou Um Robô”
  • Melhor Trilha Sonora – Renan Franzen, por “Noite Macabra”
  • Melhor Desenho de Som – Kiko Ferraz E Chrístian Vaisz, por “Um Dia De Primavera”
  • Melhor Produção Executiva – Álvaro Rosa Costa, Carmem Fernandes, Fernanda Kern, Laura Cohen, Lisiane Cohen, Maurício Borges de Medeiros, por “Era Uma Vez Uma Princesa”
  • Melhor Filme pelo Júri da Crítica –“Eu Não Sou Um Robô”, Gabriela Lamas
  • Menção Honrosa ao filme “Rota”, de Mariani Ferreira, por nos colocar diante de uma relação complexa de forma inteligente, cuidadosa e provocadora. Pelas atuações, que em momentos certeiros, ampliam profundamente a distancia entre pai e filha. Por fim, pela elaboração do roteiro, pela direção, montagem, desenho de som, e pela força de toda a equipe de produzir “Rota” em um tempo tão diferente.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário