Porto Alegre, quinta-feira, 19 de agosto de 2021.
Dia Mundial da Fotografia.
Porto Alegre,
quinta-feira, 19 de agosto de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

MÚSICA

- Publicada em 15h05min, 19/08/2021.

Diego Ferreira e a trombonista japonesa Nana Sakamoto se apresentam no Espaço 373

Grupo realiza repertório com releituras no estilo latin jazz e bossa nova

Grupo realiza repertório com releituras no estilo latin jazz e bossa nova


NABOR GOULART/DIVULGAÇÃO/JC
Fazendo referência às famosas casas de jazz de New York, o Espaço 373 (Comendador Coruja, 373) recebe nesta sexta-feira (20), às 21h, o grupo Diego Ferreira/Nana Sakamoto Quarteto. Radicados em Nova Iorque, eles apresentam um repertório de standards “lado B” em releituras no estilo latin jazz e bossa nova. Formam a banda também o contrabaixista Miguel Tejera e o baterista Dani Vargas.
Fazendo referência às famosas casas de jazz de New York, o Espaço 373 (Comendador Coruja, 373) recebe nesta sexta-feira (20), às 21h, o grupo Diego Ferreira/Nana Sakamoto Quarteto. Radicados em Nova Iorque, eles apresentam um repertório de standards “lado B” em releituras no estilo latin jazz e bossa nova. Formam a banda também o contrabaixista Miguel Tejera e o baterista Dani Vargas.
A trombonista japonesa Nana Sakamoto é uma das grandes revelações do jazz nova-iorquino. Aos 25 anos e muito ativa na cena musical, já tocou com os mais importantes músicos da atualidade, como os trompetistas Freddie Hendrix e Terell Stafford e lendas como Louis Hayes, Rufus Reid, Steve Davis e John Lee.
O gaúcho Diego Ferreira é mestre em Jazz Performance e em Composição Erudita, pela New Jersey City University. Se apresentou ao lado de nomes como Bibi Ferreira, Catherine Russell, Emilio Valdés, Di Steffano e Peter Slavov.
Entre os discos lançados, destacam-se suas participações em O encontro, do baixista Ricardo Baumgarten; Arquitetônicos, do trompetista brasiliense Marcos Santos; e Angico, do baterista Graciliano Zambonin.
Os ingressos para o espetáculo presencial custam R$45,00 e podem ser adquiridos através da plataforma Eventbrite. Além disso, haverá também transmissão online ao vivo através do Cubo Play. Os ingressos virtuais possuem diferentes categorias e valores: R$ 20,00 (valor mínimo), R$ 30,00 (ingresso amigo), R$ 50,00 (ingresso admirador da arte) e R$ 100,00 (ingresso financiador da arte).
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário