Porto Alegre, segunda-feira, 16 de agosto de 2021.
Dia do Filósofo.
Porto Alegre,
segunda-feira, 16 de agosto de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

música

- Publicada em 18h47min, 16/08/2021.

Músico da Ospa conquista principal prêmio mundial de sua categoria

Israel Oliveira recebeu o Prêmio Punto 2021, considerado Oscar mundial dos trompistas

Israel Oliveira recebeu o Prêmio Punto 2021, considerado Oscar mundial dos trompistas


CRISTANIA KRAMATSCHECK/DIVULGAÇÃO/JC
Músico e professor da Ospa, o brasileiro Israel Oliveira conquistou o Prêmio Punto 2021 da Internacional Horn Society (IHS), considerado o Oscar mundial dos trompistas, ao lado do alemão Christoph Eß. O prêmio é uma distinção aos trompistas que contribuíram de modo relevante para a arte do instrumento. A indicação é feita anualmente pelos conselheiros do IHS, e a escolha é pela maioria de votos. É a segunda vez na história da premiação, criada em 1985, que a honraria é destinada a um trompista da América Latina.
Músico e professor da Ospa, o brasileiro Israel Oliveira conquistou o Prêmio Punto 2021 da Internacional Horn Society (IHS), considerado o Oscar mundial dos trompistas, ao lado do alemão Christoph Eß. O prêmio é uma distinção aos trompistas que contribuíram de modo relevante para a arte do instrumento. A indicação é feita anualmente pelos conselheiros do IHS, e a escolha é pela maioria de votos. É a segunda vez na história da premiação, criada em 1985, que a honraria é destinada a um trompista da América Latina.
Oliveira é natural de São Paulo e integrante da Ospa desde 2004, onde é trompa-solo e professor da classe de trompa da Escola de Música. Atua em formações de música de câmara, bandas sinfônicas, orquestras e festivais de música no Brasil e na América Latina. Em 2018, coordenou o 5º Encontro Brasileiro e 2º Encontro Latino-Americano de Trompistas e representa a Associação Brasileira de Trompistas na região Sul do Brasil.
Em 2020, o trompista ressignificou a pandemia e criou o grupo Coronahorns para incentivar seus alunos e os músicos isolados. O coletivo ganhou valor incontestável dando vida a um movimento dedicado aos interesses artísticos dos latino-americanos que vivem no continente e no mundo. Foram milhares de participantes, visualizações e aulas online compartilhadas por professores e profissionais da cultura. Em 21 de setembro de 2020, o grupo deu lugar ao Latinoamericahorns, o primeiro coletivo pela trompa na América Latina. Os trompistas latino-americanos se uniram para compartilhar ideias, conhecimentos e, principalmente, amizade. Suas apresentações e encontros ocorrem de forma virtual e mais informações e a agenda do coletivo podem ser conferidas no site latinoamericahorns.com.
O prêmio do músico brasileiro foi dividido com o alemão Christoph Eß, natural de Tübingen, trompa solo da Orquestra de Bamberg, multipremiado internacionalmente e um dos principais solistas de sua geração. 
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário