Porto Alegre, segunda-feira, 10 de maio de 2021.
Porto Alegre,
segunda-feira, 10 de maio de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Gente

- Publicada em 23h21min, 09/05/2021. Atualizada em 01h52min, 10/05/2021.

Morre Luis Vagner Guitarreiro, um dos maiores nomes do samba-rock brasileiro

Luis Vagner nasceu em Bagé e teve projeção, além de conviver com grandes nomes da música

Luis Vagner nasceu em Bagé e teve projeção, além de conviver com grandes nomes da música


IRENO JARDIM/DIVULGAÇÃO/JC
A música brasileira está de luto. Morreu Luis Vagner Dutra Lopes, mais conhecido como Luis Vagner Guitarreiro, um dos maiores nomes do estilo samba-rock nacional. Luis Vagner estava morando em Itanhaém, no litoral de São Paulo. O músico faleceu em casa no começo da tarde deste domingo (9).
A música brasileira está de luto. Morreu Luis Vagner Dutra Lopes, mais conhecido como Luis Vagner Guitarreiro, um dos maiores nomes do estilo samba-rock nacional. Luis Vagner estava morando em Itanhaém, no litoral de São Paulo. O músico faleceu em casa no começo da tarde deste domingo (9).
Luis Vagner era gaúcho, comecou a carreira em Porto Alegre, com incursões pela Jovem Guarda e teve trabalho reconhecido também no reggae, atraindo atenção dojamaicano Bob Marley.
O produtor musical que atuava há 20 anos com o músico, Claudiomar Carrasco Martins conta Luis Vagner sofria com sequelas de dois acidentes vasculares cerebrais (AVCs) sofrifos recentemente. Ele já havia passado por outros dois há mais tempo, mas tinha se recuperado, cita Carrasco. 
A cerimônia de velório e cremação serão em São Paulo, para onde o corpo será transladado nesta segunda-feira (10). Como o músico era budista, amigos e participantes do centro ao qual Luis Vagner era ligado farão despedida on-line no fim do dia. O precursor do samba-rock deixa seis filhos, sendo que quatro residem em São Paulo e dois em Porto Alegre. 
"Se foi o nosso guitarreiro. Eu tava há horas pra ligar pra ele pra terminar esse texto. Não liguei... ", postou o músico Arthur de Faria, em seu perfil no Facebook. Em seguida, reproduziu o texto ao qual se referiu como um "trechinho da minha futura história do rock gaúcho". 
O cantor, compositor e instrumentista nasceu em 1948 em Bagé, na Campanha gaúcha, e havia completado 73 anos em 20 de abril. O nome do músico foi uma escolha do pai, que era violonista, em homenagem ao compositor clássico alemão Richard Wagner. 
Na sua trajetória, Guitarreiro deixou Bagé, foi para Santa Maria e depois para Porto Alegre. "Aos 15 anos de idade, Luis Vagner era finalmente O Rei do Rock’n’Roll. Ao menos do Partenon", recoda Faria,no texto que nunca mostrou ao amigo.
Guitarreiro conheceu e conviveu com nomes como Cauby Peixoto e Lupicínio Rodrigues. Fez trabalhos com músicos como Jorge Ben, Tim Maia e César Camargo Mariano. Uma das bandas que fez parte foi Os Brasas, que chegou a se chamar Os Jetsons.
A poetisa e compositora Delma Gonçalves comenta que falou por telefone com o músico há algumas semanas e achou que ele não estava bem. Luis Vagner, que estava recluso devido à pandemia, tinha diabetes e era hipertenso. A amiga lembra de uma live no YouTube feita pelo músico Roberto Costa em homenagem a Vagner e a ela.
Em 2019, os dois se encontrariam em um tributo a Bedeu, outro gaúcho que teve reconhecimento no samba-rock e fez trabalhos com o Luis Vagner. Bedeu foi tema da Reportagem Cultural no caderno Viver.  
 
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário