Porto Alegre, terça-feira, 02 de fevereiro de 2021.
Nossa Senhora dos Navegantes (feriado em Porto Alegre). Dia do Agente Fiscal.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 02 de fevereiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

artes cênicas

- Publicada em 10h58min, 02/02/2021.

Pesquisador cubano fala sobre teatro infantil no 'Arte como ciência'

Luvel García Leyva tem live no YouTube do projeto para abordar práticas contemporâneas na América Latina

Luvel García Leyva tem live no YouTube do projeto para abordar práticas contemporâneas na América Latina


ILANA GOLDSMID/DIVULGAÇÃO/JC
A próxima edição do Arte como Ciência recebe o pedagogo, crítico e pesquisador teatral cubano Luvel García Leyva. A entrevista será transmitida ao vivo pelo YouTube no canal do projeto nesta terça-feira (2), às 14h30min.
A próxima edição do Arte como Ciência recebe o pedagogo, crítico e pesquisador teatral cubano Luvel García Leyva. A entrevista será transmitida ao vivo pelo YouTube no canal do projeto nesta terça-feira (2), às 14h30min.
Luvel vai abordar Práticas cênicas contemporâneas e universos subjetivos infantis na América Latina, com base em sua pesquisa sobre os processos artísticos de quatro grupos (Companhia Paidéia de Teatro, do Brasil; Vichama Teatro, de Peru; a Corporação Cultural Nuestra Gente, da Colômbia e Teatro Trono, da Bolívia). Movido pelo interesse de desvelar as implicações dessas metodologias na configuração da subjetividade infantil, como vertente possível de reflexão pedagógica no teatro com crianças, o pesquisador vai compartilhar experiências observadas em cada um dos quatro países latino-americanos.
O pedagogo, crítico e pesquisador teatral cubano Luvel García Leyva é pós-doutorando da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo. Doutor em Ciências sobre Arte (história, teoria e crítica do teatro) pela Universidade das Artes (ISA), Cuba. Doutor em Artes - Área Pedagogia do Teatro - pela Universidade de São Paulo. Foi especialista de Teatro Infantil no Teatro Nacional de Cuba. Foi Membro do Comitê Executivo Mundial da Associação Internacional de Teatro/Drama e Educação. Publicou diversos livros e artigos sobre as relações entre infância e cena. Como crítico e pesquisador teatral vem atuando principalmente em torno dos seguintes temas: infância e cena contemporânea, ação cultural, processos artísticos com crianças em contextos vulneráveis da América Latina, subjetividade infantil.
Arte como ciência é um projeto internacional e, visando expandir seu alcance, disponibiliza traduções solidárias para o inglês e o espanhol. A iniciativa reúne em sua equipe Viviane Juguero, coordenadora pedagógica do projeto, que atualmente encontra-se na Noruega realizando pós-doutorado em teatro para a primeira infância na Faculdade de Educação e Artes da Universidade de Stavanger; Cleiton Echeveste, coordenador de tradução solidária e assuntos da infância, além de presidente do CBTIJ, sediado no Brasil, ambos com longa trajetória dedicada à criação e investigação de arte para crianças e jovens. Também em território brasileiro, estão a coordenadora técnica do projeto, Daniela Israel, com diversas realizações audiovisuais para público infantil, e a coordenadora de divulgação, Simone Lersch, com amplo trabalho de assessoria de imprensa na área.
Promovido em parceria com o Centro Brasileiro da Associação Internacional de Teatro para a Infância e Juventude (CBTIJ/ASSITEJ Brasil), o Arte como Ciência dedica o primeiro trimestre de 2021 às artes para crianças, partindo de um olhar regional/internacional no Especial Arte para Crianças e Jovens, exibido em janeiro com artistas-cientistas de oito países para perspectivas de dois pesquisadores (Luvel, agora em fevereiro e Melissa Ferreira no mês de março) com estudos situados no Brasil.
Comentários CORRIGIR TEXTO