Porto Alegre, quinta-feira, 28 de janeiro de 2021.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 28 de janeiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

artes cênicas

- Publicada em 14h52min, 28/01/2021.

Projeto Palavra e Sensibilidade estreia com leitura de conto de Jane Tutikian

Elisa Lucas dirige 'As moças' e interpreta 14 personagens no episódio gravado em casa

Elisa Lucas dirige 'As moças' e interpreta 14 personagens no episódio gravado em casa


ELISA LUCAS/DIVULGAÇÃO/JC
Elisa Lucas, atriz e diretora de Artes Cênicas do Instituto de Artes da Ufrgs, estreia nesta quinta-feira (28)o Projeto de Extensão Palavra e Sensibilidade: Leituras Cênicas de contos de Jane Tutikian em ambiente virtual. Os contos escolhidos, apresentados em vídeos, ressaltam questões atemporais do feminino presentes na obra da escritora gaúcha e professora do Instituto de Letras da universidade, como cotidiano e relações, solidão, saudade, memória, intimidade, melancolia, ânsia de vida, força, fragilidade e poesia.
Elisa Lucas, atriz e diretora de Artes Cênicas do Instituto de Artes da Ufrgs, estreia nesta quinta-feira (28)o Projeto de Extensão Palavra e Sensibilidade: Leituras Cênicas de contos de Jane Tutikian em ambiente virtual. Os contos escolhidos, apresentados em vídeos, ressaltam questões atemporais do feminino presentes na obra da escritora gaúcha e professora do Instituto de Letras da universidade, como cotidiano e relações, solidão, saudade, memória, intimidade, melancolia, ânsia de vida, força, fragilidade e poesia.
Produzido, gravado e finalizado entre julho e dezembro de 2020, o primeiro episódio, As moças, trata da história de Dona Maria e suas vizinhas, que, com carinho e ternura, se apegam a três moças vindas do Interior e se propõem a cuidar delas. Ele ficará disponível a partir das 20h no canal do YouTube do projeto.
Em As moças, Elisa, que também assina a direção, interpreta 14 personagens, com participação especial de Jurema Martins Lucas. O episódio foi todo gravado na casa de Elisa, editado por Alexandre Alves, técnico do Instituto de Artes, e teve consultoria de Zeca Azevedo e Adriana Emerin Borges.
A proposta nasceu durante a pandemia de Covid-19 e tem relação com a pesquisa Práticas corporais e vocais para potencializar a presença cênica a partir do processo de criação dramatúrgica atorial. Como resultado do isolamento social, atividades culturais foram deslocadas para o ambiente virtual, e com teatros fechados, artistas da cena passaram a experimentar a linguagem audiovisual como ferramenta de comunicação com o(a) espectador(a), que passou a utilizar plataformas de compartilhamento de vídeos como entretenimento.
Nesse contexto, o projeto reforça o papel social da universidade ao fomentar a arte e estimular possibilidades de produção e consumo cultural na atualidade, promovendo experiências estéticas e lúdicas e colaborando no incentivo à leitura através da união da literatura, do teatro e do audiovisual.
O projeto tem como um dos objetivos também divulgar a literatura de autoria feminina.
O conto As moças foi publicado originalmente na obra A Rua dos Secretos Amores (WS Editor, 2002), e depois na antologia Coisa Viva (Território Das Artes, 2011), comemorativa aos 30 anos de literatura da autora. O texto foi adaptado por Elisa Lucas e Israel de Castro Fritsch, jornalista, doutorando em Letras e graduando em Teatro na Ufrgs.
Comentários CORRIGIR TEXTO