Porto Alegre, quinta-feira, 07 de janeiro de 2021.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 07 de janeiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

literatura

- Publicada em 20h14min, 06/01/2021. Atualizada em 10h42min, 07/01/2021.

Começam as comemorações do centenário de Josué Guimarães

Live musical transmitida diretamente do Acervo Literário do autor (Aljog), na UPF, ocorre nesta quinta-feira (7)

Live musical transmitida diretamente do Acervo Literário do autor (Aljog), na UPF, ocorre nesta quinta-feira (7)


UPF/DIVULGAÇÃO/JC
Nascido no interior do Rio Grande do Sul, em São Jerônimo, em 7 de janeiro de 1921, Josué Guimarães foi jornalista, escritor, político e formador de leitores. A programação de homenagens ao centenário de um dos maiores autores da literatura brasileira do século XX começa nesta quinta-feira (7), dia do aniversário, às 20h30min.
Nascido no interior do Rio Grande do Sul, em São Jerônimo, em 7 de janeiro de 1921, Josué Guimarães foi jornalista, escritor, político e formador de leitores. A programação de homenagens ao centenário de um dos maiores autores da literatura brasileira do século XX começa nesta quinta-feira (7), dia do aniversário, às 20h30min.
O curso de Letras da Universidade de Passo Fundo (UPF) realizará uma live musical de dentro do Acervo Literário de Josué Guimarães (Aljog), que fica localizado na Biblioteca Central da UPF (com mais de 8 mil itens). A transmissão ao vivo com os artistas Cássio Borges e Lari Acevedo pode ser acompanhada pelo canal de YouTube UPF Online.
Em maio de 2021, a universidade ainda promoverá um colóquio digital com a participação de críticos e pesquisadores tanto da obra do autor, quanto de aspectos relacionados a sua personalidade, como o jornalismo e a política. E haverá ainda as atividades mensais Tempos de Josué, preferencialmente no dia 7 de cada mês, com lives de leitores, amigos, professores sobre a literatura e a história de Josué Guimarães.
As ações serão realizadas durante todo o ano em correalização entre a UPF; a L&PM, editora que alberga a obra do autor; a Secretaria de Cultura de Porto Alegre, representada pela Biblioteca Pública Municipal Josué Guimarães, e o Governo do Estado, representado pelo Instituto Estadual do Livro (IEL).  
São mais de 25 livros do autor, escritos entre as décadas de 1970 e 1980. Autor de A ferro e fogo, Camilo Mortágua, Dona Anja, Tambores silenciosos, É tarde para saber, entre inúmeros outros primores da literatura, é considerado o último escritor com biografia no século XX. “O autor de Camilo Mortágua embarcou contra as tormentas da história do século XX, cheio de catástrofes políticas. Sua vida, assim, é em si uma existência romanesca ou, se quisermos, uma trilha quixotesca, em luta contra injustiças e sofrendo as dores de sua luta. Não por acaso, seu amigo, Lauro Schirmer, jornalista, o considerava ‘um cavaleiro de notável figura’, ressalta o coordenador do Acervo Literário de Josué Guimarães (Aljog) e um dos coordenadores das Jornadas Literárias de Passo Fundo, o professor da Universidade de Passo Fundo (UPF) Miguel Rettenmaier.
Comentários CORRIGIR TEXTO