Porto Alegre, terça-feira, 08 de dezembro de 2020.
Dia da Família.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 08 de dezembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

ACONTECE

- Publicada em 10h10min, 08/12/2020.

Série da Pucrs encerra lives com a retrospectiva musical de Vitor Ramil

Vitor Ramil (dir.), com Carlos Moscardini, na apresentação do CD 'Délibáb' em 2010 em Buenos Aires

Vitor Ramil (dir.), com Carlos Moscardini, na apresentação do CD 'Délibáb' em 2010 em Buenos Aires


EXPRESSO PORTO ALEGRE EN BUENOS AIRES/DIVULGAÇÃO/JC
Nesta terça-feira (8), às 21h, encerra-se a série Ato Criativo da Pucrs sobre a obra musical de Vitor Ramil ao longo dos últimos 40 anos. A quarta live e última live de conversas com o cantor e compositor aborda os discos e criações do artista a partir de 2010, quando ele gravou o álbum Délibáb, musicando poemas de João da Cunha Vargas (1900-1980) e Jorge Luis Borges (1899-1986).
Nesta terça-feira (8), às 21h, encerra-se a série Ato Criativo da Pucrs sobre a obra musical de Vitor Ramil ao longo dos últimos 40 anos. A quarta live e última live de conversas com o cantor e compositor aborda os discos e criações do artista a partir de 2010, quando ele gravou o álbum Délibáb, musicando poemas de João da Cunha Vargas (1900-1980) e Jorge Luis Borges (1899-1986).
Em 2012, Ramil foi citado na lista dos 70 mestres brasileiros da guitarra e do violão da revista Rolling Stone. No ano seguinte, apresentou o CD duplo Foi no mês que vem.
Em 2017, lançou Campos Neutrais, disco que recebeu o 29º Prêmio da Música Brasileira na categoria Projeto Visual, pela arte de Felipe Taborda, e foi indicado ao Grammy Latino nas categorias Melhor Álbum de Música Brasileira e Melhor Arranjo. No ano passado, Ramil estreou o espetáculo Avenida Angélica, de canções inéditas compostas a partir de poemas da escritora pelotense Angélica Freitas.
Com mediação do diretor do Instituto de Cultura, professor Ricardo Barberena, o bate-papo é transmitido pelo perfil Pucrs Cultura no Facebook e pelo canal da universidade no YouTube – onde fica salvo, podendo ser acessado posteriormente.
Comentários CORRIGIR TEXTO