Porto Alegre, sexta-feira, 20 de novembro de 2020.
Dia Nacional da Consciência Negra. Dia Universal das Crianças.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 20 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

cinema

- Publicada em 18h24min, 20/11/2020.

Instituto Cervantes promove exibição online e gratuita de longa espanhol

'A estación violenta' (2018), de Anxos Fazáns, foi apresentado no Festival de Sevilla

'A estación violenta' (2018), de Anxos Fazáns, foi apresentado no Festival de Sevilla


ALBERTO BRANCO/DIVULGAÇÃO/JC
O Instituto Cervantes de Porto Alegre oferecendo um Ciclo de Cinema em parceria com o Festival de Sevilla. Até o fim do mês, dois filmes serão liberados, de forma online e gratuita. O próximo deles, 'A Estación Violenta', fica disponível a partir das 15h desta sexta-feira (20), até 21 de domingo (22), no Vimeo do Instituto Cervantes.
O Instituto Cervantes de Porto Alegre oferecendo um Ciclo de Cinema em parceria com o Festival de Sevilla. Até o fim do mês, dois filmes serão liberados, de forma online e gratuita. O próximo deles, 'A Estación Violenta', fica disponível a partir das 15h desta sexta-feira (20), até 21 de domingo (22), no Vimeo do Instituto Cervantes.
O longa espanhol 2018 foi dirigido por Anxos Fazáns e é uma adaptação do romance homônimo de Manuel Jabois. O filme retrata amores silenciosos, cumplicidade quebrada e desconfiança mútua, através de nostalgia, sonhos perdidos e rock como forma de resistência de uma juventude.
A produção foi apresentada no Festival de Sevilla de cinema europeu e faz parte do ciclo organizado pelo Instituto Cervantes em parceria com o evento. As atividades culturais são promovidas pelo Cervantes desde 2007 e tem como objetivo a difusão do idioma espanhol e da cultura hispânica.
A próxima atração é Idrissa, Crònica d’una mort qualsevolt (2019), de Xavier Artigas e Xapo Orega (2019), título de 27 de novembro. 
Comentários CORRIGIR TEXTO