Porto Alegre, quarta-feira, 04 de novembro de 2020.
Dia do Inventor.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 04 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

literatura

- Publicada em 11h01min, 04/11/2020.

Lançamento da Feira do Livro tem como trilha Engenheiros do Hawaii

Escritor Guilherme Giugliani apresenta novela 'Nossos sonhos são os mesmos'

Escritor Guilherme Giugliani apresenta novela 'Nossos sonhos são os mesmos'


LIBRETOS/DIVULGAÇÃO/JC
O escritor e jornalista formado pela Pucrs Guilherme Giugliani lança nesta quinta-feira (5), durante a 66ª Feira do Livro de Porto Alegre, a sua primeira novela, Nossos sonhos são os mesmos (Libretos, 80 págs., R$ 25,00). A live de lançamento ocorre às 18h, na Sala Libretos, programa ao vivo que acontece pela página da Editora no Facebook.
O escritor e jornalista formado pela Pucrs Guilherme Giugliani lança nesta quinta-feira (5), durante a 66ª Feira do Livro de Porto Alegre, a sua primeira novela, Nossos sonhos são os mesmos (Libretos, 80 págs., R$ 25,00). A live de lançamento ocorre às 18h, na Sala Libretos, programa ao vivo que acontece pela página da Editora no Facebook.
A obra pode ser lida ao som de Engenheiros do Hawaii, assim como foi criada pelo autor. Nossos sonhos são os mesmos, uma narrativa permeada pelo rock e cenários únicos no País, é um livro gaúcho da música ao cenário, passando pela linguagem.
A novela conta a história dos amigos Gegê, Laura e Guiga, três adolescentes que viajam ao Litoral gaúcho, enquanto os pais trabalham em Porto Alegre. Mas quem vai, precisa voltar. A ideia surgiu para Giugliani em um trajeto bem conhecido pelos porto-alegrenses que veraneiam no Litoral Norte: a freeway. Ele voltava de um fim de semana na praia, ouvindo Engenheiros do Hawaii na Infinita Highway, quando começou a visualizar o enredo a partir das letras de sua banda favorita. 
“Eu acho que alguma mensagem em alguma música naquele momento que deve ter dado o estopim. Eu sempre quis escrever algo com Porto Alegre como cenário e aí aquelas letras começaram a me dar muitas ideias para a história”, explica o autor. “Veranear no Rio Grande do Sul é um programa muito bairrista, uma coisa muito nossa e eu achei bacana contar essa história. O jeito que minha história é narrada tem toda a autenticidade de se passar no Litoral porque ela tinha que se passar ali.”
Este é o segundo livro de Giugliani, que publicou a obra Antes e depois do tempo, em 2015, uma seleção de contos. O autor venceu o Concurso de Contos Mario Quintana (Porto Alegre, 2019) e recebeu menção honrosa no Concurso Josué Guimarães (Passos Fundo, 2011). Seu conto Rumo ao Uruguai foi selecionado e publicado no Prêmio Sesc de Contos Machado de Assis (Brasília, 2013).
Na sua primeira narrativa longa, já encontrou alguns desafios. O primeiro, foi classificar o livro, que tem um recorte adolescente, mas não é necessariamente juvenil. Segundo o escritor, o livro tem uma veia dramática e uma melancolia que combina com o Litoral gaúcho. Além disso, a fala característica da região foi um ponto importante para a escrita: “Eu busquei uma linguagem que dá mais vivacidade, mais frescor aos personagens, tanto que foi uma coisa que desde o início a gente estabeleceu que os diálogos iam ser feitos de maneira errada, do jeito que a gente fala. Eu quis dar um dinamismo maior para o livro”.
Citando como inspiração clássicos como As aventuras de Huckleberry Finn, de Mark Twain, e Dois soldados, de William Faulkner, Giugliani aponta a importância de trabalhar a juventude como uma fase bonita e importante, focando tanto nas alegrias e sonhos quanto nas tristezas e dúvidas que surgem durante essa época de formação.
O preço de capa é R$ 32,00 - mas durante a Feira do Livro, o site da editora está comercializando a obra por R$ 25,00. O título também está à venda nas livrarias.
Comentários CORRIGIR TEXTO