Porto Alegre, sexta-feira, 09 de outubro de 2020.
Dia Mundial dos Correios.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 09 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

gente

- Publicada em 16h16min, 09/10/2020.

Morre no Rio de Janeiro o ator e diretor Cecil Thiré, aos 77 anos

Cecil Thiré e Xuxa Lopes na cozinha do Carandiru no episódio 'O Julgamento' da Globo

Cecil Thiré e Xuxa Lopes na cozinha do Carandiru no episódio 'O Julgamento' da Globo


TV GLOBO/DIVULGAÇÃO/JC
O ator e diretor carioca Cecil Thiré morreu nesta sexta-feira (9), no Rio de Janeiro, aos 77 anos. Ele sofria do Mal de Parkinson e morreu enquanto dormia em casa, na Zona Sul da capital fluminense.
O ator e diretor carioca Cecil Thiré morreu nesta sexta-feira (9), no Rio de Janeiro, aos 77 anos. Ele sofria do Mal de Parkinson e morreu enquanto dormia em casa, na Zona Sul da capital fluminense.
Cecil Aldary Portocarrero Thiré nasceu em 28 de maio de 1943 no Rio de Janeiro. Ele foi o filho único do casamento entre a atriz Tônia Carrero e o artista plástico Carlos Arthur Thiré. Uma de suas últimas aparições em público foi durante o velório de sua mãe, que morreu em março de 2018 após uma parada cardíaca. O seu quadro de saúde, com complicações causadas pelo Mal de Parkinson, teria piorado após a morte dela.
Thiré seguiu a tradição artística da família desde a adolescência e trabalhou com teatro, cinema e televisão. Além de dirigir peças e filmes, ficou conhecido na TV brasileira por papéis em novelas de sucesso como Roda de Fogo, em 1987; Top Model, em 1989; e A próxima vítima, em 1995, quando interpretou o famoso assassino Adalberto. Foram mais de 20 papéis em novelas. Ele trabalhou com a mãe em Sassaricando, gravada entre 1987 e 1988, ele era como diretor, e ela como atriz. O título está sendo reprisado atualmente pelo canal Viva.
Os mendigos, O Diabo mora no sangue e O Ibrahim do subúrbio são alguns dos filmes dirigidos por Thiré nos anos 1960. A peça A noite dos campeões, de Jason Miller, em 1975, que lhe rendeu o prêmio Molière de melhor direção.
Cecil Thiré deixa sete netos e quatro filhos, também do mundo da arte: Luísa Thiré, Carlos Thiré, Miguel Thiré, frutos do seu primeiro casamento com Norma Pesce; e João Cavalcanti Thiré, nascido de sua união com sua segunda esposa, Carolina Cavalcanti.
Comentários CORRIGIR TEXTO