Porto Alegre, terça-feira, 06 de outubro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 06 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

dança

- Publicada em 21h02min, 06/10/2020.

Bento em Dança online começa nesta quarta-feira com 26 oficinas gratuitas

Organização decidiu ministrar atividades virtuais como alternativa ao festival presencial

Organização decidiu ministrar atividades virtuais como alternativa ao festival presencial


BENTO EM DANÇA/DIVULGAÇÃO/JC
Por conta da pandemia de Covid-19, 2020 ficará sem a edição anual do Bento em Dança, tradicional festival de dança que acontece na cidade serrana gaúcha de Bento Gonçalves há 28 anos. Porém, a organização decidiu oferecer atividades gratuitas para celebrar a arte da dança entre esta quarta-feira (7) e a próxima segunda-feira (12).
Por conta da pandemia de Covid-19, 2020 ficará sem a edição anual do Bento em Dança, tradicional festival de dança que acontece na cidade serrana gaúcha de Bento Gonçalves há 28 anos. Porém, a organização decidiu oferecer atividades gratuitas para celebrar a arte da dança entre esta quarta-feira (7) e a próxima segunda-feira (12).
Ao todo, 26 oficinas serão ministradas virtualmente por professores do Brasil e do exterior nas modalidades Videodança, Sapateado, Danças Urbanas, Jazz, Dança de Salão, Dança Contemporânea, Alongamento e Ballet Clássico.
Serão 40 horas de atividades, oferecidas de forma remota e interativa oferecidas a bailarinos profissionais e amadores, assim como ao público em geral. Os interessados em participar do evento devem realizar inscrição prévia no site do festival para receberem o link de acesso às aulas. Na grade das oficinas, constará o nível técnico e o nome do professor ministrante das classes. A programação completa também pode ser conferida na página do evento.
Com protagonismo no cenário nacional, o Bento em Dança vem revelando o talento de bailarinos que hoje se destacam no Brasil e no exterior, além de oferecer um espaço de estímulo à dança. De acordo com a diretora artística Bárbara Rey, a mensagem que querem deixar "é para que os bailarinos continuem dançando, continuem se aperfeiçoando, continuem firmes e fortes para estarem prontos quando este isolamento acabar”.
Comentários CORRIGIR TEXTO