Porto Alegre, quarta-feira, 23 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 23 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

cinema

- Publicada em 19h29min, 15/09/2020.

Tapete vermelho já está estendido na Rua Coberta de Gramado para o festival

Evento na Serra começa nesta quinta-feira (17) com mostra 'Educavídeo' pelos canais digitais

Evento na Serra começa nesta quinta-feira (17) com mostra 'Educavídeo' pelos canais digitais


CLEITON THIELE/PRESSPHOTO/DIVULGAÇÃO/JC
Caroline Zatt da Silva
“Vestimos a cidade para celebrar a 48ª edição do nosso festival”, avisa Diego Scariot, gerente de projetos da Gramadotur, autarquia municipal responsável pela realização do Festival de Cinema de Gramado. Diante das tantas incertezas que a pandemia de Covid-19 trouxe em 2020, a manutenção da periodicidade anual do evento tradicional da serra gaúcha nunca foi uma dúvida. A organização sempre garantiu que o festival iria sair, e não estaria ameaçado.
“Vestimos a cidade para celebrar a 48ª edição do nosso festival”, avisa Diego Scariot, gerente de projetos da Gramadotur, autarquia municipal responsável pela realização do Festival de Cinema de Gramado. Diante das tantas incertezas que a pandemia de Covid-19 trouxe em 2020, a manutenção da periodicidade anual do evento tradicional da serra gaúcha nunca foi uma dúvida. A organização sempre garantiu que o festival iria sair, e não estaria ameaçado.
A edição começa nesta quinta-feira (17), estendendo-se até 26 de setembro, com transmissões pelas plataformas do evento e pelo Canal Brasil. “Mesmo sendo realizado em um formato online e televisivo, as pessoas que circulam pela área central da nossa cidade podem observar que o nosso tapete vermelho já está estendido”, diz Scariot.
O gerente considera que o Festival de Gramado, mais uma vez, mostra força, resiliência e criatividade: “Em um ano tão conturbado como o que vivemos, o nosso querido festival chega a sua 48ª edição, em um modelo diferente, adaptado para assim continuar fazendo história. A cidade de Gramado e os amantes de cinema podem ter certeza que teremos um festival que vai ficar na história”.
Scariot narra que as expectativas com relação ao formato são as melhores possíveis, pois desde o momento em que iniciaram a divulgação do modelo adaptado receberam elogios. “O evento mostra uma grande preocupação com a saúde das pessoas, mas também mostra uma grande preocupação com a classe do audiovisual, que sofre uma crise ainda anterior à pandemia, e o festival neste momento é uma janela muito importante para os realizadores”, acrescenta.
O presidente da Gramadotur, Rafael Carniel, também comenta a já histórica característica do evento de se reinventar: “Em 1992, na crise do audiovisual brasileiro, o festival se internacionalizou. Agora também se transformou para continuar prestigiando o audiovisual brasileiro, neste momento em que a indústria do audiovisual e do turismo se encontra numa grande dificuldade. Gramado, novamente pioneira, muda de formato, assumindo uma posição de protagonismo no cenário nacional e latino-americano. É o primeiro festival brasileiro que muda para um formato multiplataforma, para não deixar de atender o seu público”.
Carniel avalia que a decisão possibilitou que o evento consiga ir ao encontro do público. “Gramado costumava receber o público, e desta vez está indo até a casa das pessoas. São filmes inéditos, é um conteúdo de altíssima qualidade que vai ser entregue nas casas do público de 18 a 26 de setembro.”
Para ele, a reestruturação será um marco, iniciando uma transformação: “Naturalmente, a 49ª edição volta a ser presencial, nós queremos ter as pessoas em Gramado, e percebemos que o público também quer estar em Gramado, mas, com certeza, o evento traz e vai continuar trazendo alguns traços dessa transformação digital pela qual ele passa agora: a forma de interagir com o público, ou a forma do público participar também do festival, dos seus debates, das contribuições, da construção em si do festival. Nós queremos cada vez mais estar na vanguarda, e querer sempre trazer um conteúdo, um formato, um festival de altíssima qualidade para o nosso público”. A curadoria desta edição é assinada por Soledad Villamil, Marcos Santuario e Pedro Bial.
Na visão do presidente, o objetivo é atingir pessoas que antes não eram alcançadas e fazer, de alguma maneira, que elas interajam com Gramado e com seu território, que estará sendo promovido e enaltecido pelas transmissões. “Muito além de cinema, vamos levar também o território de Gramado, um pouco da nossa cultura, das nossas origens gramadenses desse festival que nos orgulha desde 1973”, afirma Carniel.
Além das sessões de filmes em competição, a mostra Educavídeo, voltada ao público estudantil, completando 10 anos, também está mantida. As exibições acontecem nesta quinta-feira (17), às 19h, com oito curtas, transmitidos pelos canais digitais do Festival de Cinema de Gramado (YouTube, Site e Facebook).
Nesta sexta-feira, começam as sessões competitivas diárias, no Canal Brasil, às 20h, com dois curtas nacionais e os longas brasileiro e estrangeiro. Os títulos longos têm única exibição na TV, já os curtos podem ser assistidos por 24 horas no serviço de streaming Canal Brasil Play. Essa configuração se repete até 24 de setembro, que será a última noite de competição.
Em 25 de setembro, sexta-feira, no mesmo horário, a transmissão do Canal Brasil terá a entrega das homenagens deste ano: Troféu Oscarito ao ator Marco Nanini; Troféu Eduardo Abelin à diretora Laís Bodanzky, Troféu Cidade de Gramado à atriz Denise Fraga e o Troféu Kikito de Cristal ao ator uruguaio César Troncoso. Em seguida, será exibido o filme de encerramento, Bye Bye Brasil, de Cacá Diegues.
No sábado, 26 de setembro, ocorre a cerimônia de premiação aos vencedores, transmitida ao vivo pelo Canal Brasil e pela TVE-RS, além dos canais do evento.
O público pode escolher os seus títulos preferidos em votação popular virtual diária no aplicativo do Festival de Cinema de Gramado, disponível na Play Store e na App Store. Todas as informações ainda estão disponíveis no site festivaldegramado.net

Formato online e televisivo

Para acompanhar os filmes e eventos de casa:
Canais digitais: YouTube e Facebook do Festival de Cinema de Gramado
Canal Brasil (TV e streaming): diariamente, a partir das 20h (18 a 26 de setembro)
 
Comentários CORRIGIR TEXTO