Porto Alegre, quarta-feira, 23 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 23 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

acontece

- Publicada em 10h12min, 13/09/2020.

Recital virtual da Casa da Música tem como tema Astor Piazzolla

Violonista portenho Eduardo Castañera é atração deste domingo (13), às 19h, nas redes sociais

Violonista portenho Eduardo Castañera é atração deste domingo (13), às 19h, nas redes sociais


NILTON SANTOLIN/DIVULGAÇÃO/JC
Há dois meses, a Casa da Música Poa vem promovendo, através de suas redes sociais, uma série de recitais virtuais com o objetivo de levar para a casa de cada espectador apresentações com diversos músicos e musicistas nacionais e da América Latina. Nesse sentido, o próximo recital da série Casa da Música na sua casa traz ao público apreciador da música uma seleção de obras de um dos maiores compositores argentinos, Astor Piazzolla, interpretadas ao violão.
Há dois meses, a Casa da Música Poa vem promovendo, através de suas redes sociais, uma série de recitais virtuais com o objetivo de levar para a casa de cada espectador apresentações com diversos músicos e musicistas nacionais e da América Latina. Nesse sentido, o próximo recital da série Casa da Música na sua casa traz ao público apreciador da música uma seleção de obras de um dos maiores compositores argentinos, Astor Piazzolla, interpretadas ao violão.
Neste domingo (13), às 19h, o Violonista portenho Eduardo Castañera, músico com vasta experiência internacional, apresenta Tangata del Alba e Milonga del Angel, além dos tangos La muerte del Angel e Escualo, todas composições de Astor Piazzolla (1921-1992). A performance foi gravada especialmente para essa série de recitais virtuais da Casa da Música POA.
As apresentações dos recitais online seguem tendo novas estreias regularmente, sempre nos domingos, às 19h, e podem ser acompanhadas pelas redes sociais do espaço cultural: Instagram, Facebook e canal do YouTube

Mais sobre a carreira do convidado

Eduardo Castañera nasceu em Buenos Aires, capital argentina. Iniciou seus estudos de violão aos seis anos, tendo aulas com os mais conceituados maestros do mundo violonístico da cidade. Aos nove anos, apresentou-se nos principais centros musicais daquele país (Buenos Aires, Rosário e Mar del Plata).
Em 1970, iniciou seus estudos de aperfeiçoamento com o maestro Abel Carlevaro. Obteve os primeiros prêmios nos seguintes concursos internacionais de violão: Porto Alegre (1975); Cidade de Quito (Equador, 1976); Alírio Díaz (Caracas, Venezuela, 1977); Prêmio H. Villa-Lobos, acompanhando a Orquestra de Câmara da Rádio MEC (Rio de Janeiro, 1980). Foi laureado nos concursos internacionais de violão organizados pela Radio France (ORTF) em 1979 e 1984, em Paris, e ainda no concurso da Cidade de Alexandria, em 1984, na Itália.
 
Lançou o CD P'al Sur, patrocinado pela Prefeitura de Porto Alegre, em 2002, que foi indicado, no ano seguinte, para concorrer ao Prêmio Açorianos de Música na categoria de Melhor CD de Música Erudita.
 
Em 2009, 2013, 2014 e 2018, participou do 1º, 5º, 6º e 10º Seminários Internacionais de Violão da Ufrgs. De 2010 a 2018, participou do Andes y Sierras Guitar Festival, em Córdoba, na Argentina. De 2014 a 2018, participou do 1º ao 5º Cevennes Guitar Festival, na França. É criador e diretor artístico do RS Guitar Festival, cuja 1ª e 2ª edição ocorreram em 2016 e 2017. A 3ª edição está em preparação para 2021.
 
De 2010 a 2018, Eduardo Castañera realizou turnês pela Europa, tocando em Madri, Barcelona e Lanzarote (Espanha); Alès, Gex, Saint-Jean-de-Valériscle, Vézénobres, Nîmes, Boussac e Moissac (França); Cremona e Carpi (Itália); e Genebra (Suíça). Em 2018, lançou o CD Acordes, interpretando compositores latino-americanos. Em outubro de 2019, realizou nova turnê pela Europa e Oceania.
Comentários CORRIGIR TEXTO