Porto Alegre, quarta-feira, 23 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 23 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

concerto

- Publicada em 21h15min, 11/09/2020.

Ospa apresenta repertório de tango argentino em live no sábado

Projeto amplia número de músicos da orquestra sob a regência de Evandro Matté

Projeto amplia número de músicos da orquestra sob a regência de Evandro Matté


MAURÍCIO PAZ
Para celebrar o sucesso do projeto de apresentações online, a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (Ospa) apresenta neste sábado (12) o Concerto em tempo de tango, em homenagem a dois reconhecidos nomes da música argentina e em celebração aos 74 anos do Sesc. Na 20ª edição do Ospa Live, a formação condensa o aprendizado de meses de espetáculos online, a partir das medidas de segurança contra a Covid-19, e prepara sua primeira apresentação com uma orquestra de câmara desde o início da pandemia.
Para celebrar o sucesso do projeto de apresentações online, a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (Ospa) apresenta neste sábado (12) o Concerto em tempo de tango, em homenagem a dois reconhecidos nomes da música argentina e em celebração aos 74 anos do Sesc. Na 20ª edição do Ospa Live, a formação condensa o aprendizado de meses de espetáculos online, a partir das medidas de segurança contra a Covid-19, e prepara sua primeira apresentação com uma orquestra de câmara desde o início da pandemia.
A transmissão ao vivo pelo canal do YouTube da Ospa, diretamente da Casa da Ospa, sem a presença física do público, começa às 17h. 
Os instrumentistas da orquestra irão interpretar Concierto en tiempo de tango, Op.21, de Eduardo Alonso-Crespo, e Estaciones Portenas e Oblivion, ambas de Astor Piazzolla (com arranjos de Arthur Barbosa). O concerto tem regência e direção artística do maestro Evandro Matté; o solo fica a cargo do violinista Emerson Kretschmer.
O argentino Alonso-Crespo cristaliza a relação entre o tango e a música de câmara, especialmente o barroco. Sua renomada obra, Concierto en tiempo de tango, teve origem em 2004 e foi estreada pela Pittsburgh Symphony Orchestra.
Composta de forma segregada entre 1964 e 1970, Estaciones Porteñas projeta a cidade de Buenos Aires – onde o compositor viveu em maior parte da vida – nas quatro estações do ano. A composição reúne as referências musicais de Piazzolla absorvidas em sua trajetória, ligando a música de concerto ao tango e ao jazz. Oblivion, por sua vez, é um dos tangos mais populares do compositor, tendo sido amplamente conhecido como uma das trilhas sonoras do filme Henrique IV. A peça carrega elementos melancólicos, com temas poucos contrastantes, que recordam as obras de Antonio Carlos Jobim.
Comentários CORRIGIR TEXTO