Porto Alegre, quinta-feira, 24 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 24 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

acontece

- Publicada em 19h47min, 24/08/2020.

Secretaria da Cultura discute em lives implementação da Lei Aldir Blanc no Estado

No penúltimo encontro desse ciclo, Rafa Rafuagi participa do debate

No penúltimo encontro desse ciclo, Rafa Rafuagi participa do debate


CLAITON DORNELLES/ARQUIVO/JC
A Secretaria de Estado da Cultura (Sedac) realiza nesta semana os dois últimos encontros do ciclo de debates da 5ª Conferência Estadual de Cultura, com o tema Lei Aldir Blanc – Articulação e Implementação no RS. A lives ocorrerão nesta terça (25) e quinta-feira (27), às 17h, pela página da Sedac no Facebook, com transmissão pela TVE e FM Cultura. O fórum está sendo realizado para realizar estudo e decisões sobre a implementação da Lei no estado do Rio Grande do Sul.
A Secretaria de Estado da Cultura (Sedac) realiza nesta semana os dois últimos encontros do ciclo de debates da 5ª Conferência Estadual de Cultura, com o tema Lei Aldir Blanc – Articulação e Implementação no RS. A lives ocorrerão nesta terça (25) e quinta-feira (27), às 17h, pela página da Sedac no Facebook, com transmissão pela TVE e FM Cultura. O fórum está sendo realizado para realizar estudo e decisões sobre a implementação da Lei no estado do Rio Grande do Sul.
Na terça-feira (25), o tema do debate será Transversalidade e demandas setoriais, com Marlise Machado, pesquisadora e docente do Colegiado Setorial de Dança do RS; Mário Mazzili, sociólogo, e Rafa Rafuagi, MC e fundador da Associação Cultura Hip Hop de Esteio.
Já no oitavo e último encontro do ciclo, na quinta-feira (27), a pauta é Políticas Inclusivas e Afirmativas, com discussão de cotas, pontuação extra, formas se acesso e aproveitamento de recursos nas políticas afirmativas da Lei. Participam os seguintes convidados: Mãe Carmen de Oxalá, psicóloga, mestranda em Políticas Culturais de base comunitária na Universidade Flacso Argentina e representante do Pontão de Cultura Assobecaty, de Guaíba; Fernanda Kaingáng, advogada, doutoranda da Faculdade de Arqueologia pela Universidade de Leiden (Holanda) e fundadora do Instituto Kaingáng; e Marcos Rocha, psicólogo ligado à Comissão Cearense Cultura Viva.
Os encontros têm a mediação do jornalista Newton Silva.
Comentários CORRIGIR TEXTO