Porto Alegre, quarta-feira, 10 de junho de 2020.
Dia da Língua Portuguesa.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 10 de junho de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Audiovisual

10/06/2020 - 13h57min. Alterada em 10/06 às 13h57min

Netflix lança categoria com produções do catálogo sobre racismo

Recurso ainda não está disponível no Brasil

Recurso ainda não está disponível no Brasil


OLIVIER DOULIERY/AFP/JC
A Netflix criou uma categoria especial em sua plataforma para reunir produções do catálogo sobre racismo e protagonistas negros. A ação faz parte do posicionamento da plataforma na luta contra a violência a pessoas negras, motivada pelos protestos #BlackLivesMatter e pela morte de George Floyd, sufocado por policiais brancos.
A Netflix criou uma categoria especial em sua plataforma para reunir produções do catálogo sobre racismo e protagonistas negros. A ação faz parte do posicionamento da plataforma na luta contra a violência a pessoas negras, motivada pelos protestos #BlackLivesMatter e pela morte de George Floyd, sufocado por policiais brancos.
"Quando dizemos 'Vidas Negras Importam', nos também dizemos 'Histórias negras Importas", informa a postagem da Netflix em uma rede social.
Por meio de um link e no menu principal da plataforma nos EUA, é possível acessar a lista feita por negros e negras. Não está disponível no Brasil.
"Entendendo que nosso compromisso com a verdadeira mudança sistêmica levará tempo - começamos destacando narrativas poderosas e complexas sobre a experiência negra", continua o comunicado. "Ao entrar no Netflix hoje, você verá uma lista cuidadosamente selecionada de títulos que só começam a contar as histórias complexas e em camadas sobre injustiça racial e negritude nos Estados Unidos."
Comentários