Porto Alegre, domingo, 10 de maio de 2020.
Dia das Mães.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 10 de maio de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

música

10/05/2020 - 21h45min. Alterada em 10/05 às 21h45min

Luana Fernandes lança single nas plataformas digitais nesta segunda-feira

Cantora, compositora e publicitária compartilha seu processo de criação em série de vídeos nas redes sociais

Cantora, compositora e publicitária compartilha seu processo de criação em série de vídeos nas redes sociais


MATHEUS TOMAZ/DIVULGAÇÃO/JC
Há mais de oito meses, a cantora Luana Fernandes vinha planejando o lançamento de seu primeiro CD, Lua de outubro, que deveria ocorrer no mês de maio. Contudo, a pandemia provocada pela Covid-19 fez com que a artista mudasse seus planos, suspendendo, temporariamente, o lançamento do álbum e o show.
Há mais de oito meses, a cantora Luana Fernandes vinha planejando o lançamento de seu primeiro CD, Lua de outubro, que deveria ocorrer no mês de maio. Contudo, a pandemia provocada pela Covid-19 fez com que a artista mudasse seus planos, suspendendo, temporariamente, o lançamento do álbum e o show.
Para não deixar os fãs desassistidos, Luana lança o single homônimo nesta segunda-feira (11) em todas as plataformas digitais. A produção e direção musical do single (e do disco) levam a assinatura do músico e compositor Ricardo Cordeiro.
Cantora, compositora e publicitária, Luana Fernandes vem compartilhando seu processo de criação e produção do seu primeiro álbum em suas redes sociais (@luanafernandescantora), por meio do Papo de Lua, série de vídeos dirigidos por Matheus Tomaz, que buscam aproximar a artista de seu público. Os fãs, entretanto, podem aguardar o lançamento do álbum e o show, que irá ocorrer assim que as atividades que envolvam aglomeração sejam permitidas pelas autoridades.
Luana Fernandes define o CD, que será lançado no segundo semestre, com 13 faixas, como a síntese de uma trajetória artística iniciada, ainda criança, em Camaquã, sua terra natal, sob o olhar carinhoso dos pais, familiares e amigos. Ao longo da adolescência, foi afirmando esta vocação, marcada por uma constante presença em festivais pelo interior do Rio Grande do Sul e na vida cultural de sua cidade.
Lua de outubro é uma composição de Catulo Fernandes e Ricardo Cordeiro. O arranjo de Cordeiro tornou melodia mais pop, mais contemporânea. 
Luana conta que a canção é especial, desde o início: "Quando nem tínhamos pensando em criar o álbum, eu já tinha decidido que este seria o nome do primeiro disco. É uma música pop, leve e com uma letra bem jovial, quase ingênua. Meu pai escreveu para mim ainda na minha adolescência. Além disso, faz referência ao meu nome, 'LUAna', e ao mês do meu nascimento. A letra fala sobre alguém que não se contenta com sentimentos mornos, assim como eu. E traz as questões sobre meu signo, Libra, que tem regência de Vênus (adoro astrologia e ocultismos). Acho que consegui, de alguma forma, trazer esta atmosfera".
Criado pela artista gráfica Edinara Patzlaff, o projeto gráfico foi desenvolvido com o conceito de imersão, sendo um convite a apreciar o tempo, as fases, os ciclos, sob a percepção feminina.

Promessa da nova geração

Single do disco homônimo é uma prévia do trabalho que deve ser apresentado no segundo semestre de 2020
Single do disco homônimo é uma prévia do trabalho que deve ser apresentado no segundo semestre de 2020
BETA IRIBARREM/DIVULGAÇÃO/JC
Aos 28 anos, dona de uma voz e estilo marcantes, Luana Fernandes vem ganhando destaque na cena musical de Porto Alegre, onde reside há 10 anos e busca afirmar-se artisticamente. Em outubro de 2019, participou do Festival de Música de Porto Alegre, classificando uma canção autoral, e, em dezembro, foi escolhida a Cantora 2019, categoria do Prêmio Vitor Mateus Teixeira, concedido pela Assembleia Legislativa do RS aos destaques da cultura gaúcha, consolidando uma trajetória cultural que teve início em 2009.
Musicalmente, Luana Fernandes transita pela MPB, pop e soul, entre outros gêneros que mergulham nestas vertentes, evidenciando um vínculo com a poesia modernista nos versos que compõe. As letras refletem seus vários momentos e toda a sua subjetividade, em que o cotidiano, as questões do feminino, a fragmentação, a busca por uma identidade própria e por uma linguagem brasileira se fazem presentes.
 
Comentários