Porto Alegre, quinta-feira, 07 de maio de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 07 de maio de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

cinema

Alterada em 07/05 às 18h17min

Festival de Gramado registra 667 inscrições entre longas e curtas para seleção

Gramadotur, autarquia responsável pelo evento, divulgou balanço nesta quinta-feira (7)

Gramadotur, autarquia responsável pelo evento, divulgou balanço nesta quinta-feira (7)


CLEITON THIELE/PRESSPHOTO/DIVULGAÇÃO/JC
Após encerrar as inscrições para a sua 48ª edição no início deste mês, a organização do Festival de Cinema de Gramado divulgou nesta quinta-feira (7) o balanço dos filmes inscritos. No total, são 667 títulos: 146 longas-metragens brasileiros, 93 longas-metragens estrangeiros e 428 curtas-metragens brasileiros participarão da seleção.
Após encerrar as inscrições para a sua 48ª edição no início deste mês, a organização do Festival de Cinema de Gramado divulgou nesta quinta-feira (7) o balanço dos filmes inscritos. No total, são 667 títulos: 146 longas-metragens brasileiros, 93 longas-metragens estrangeiros e 428 curtas-metragens brasileiros participarão da seleção.
A Gramadotur, autarquia municipal responsável pela realização do evento, comemora os resultados positivos, ainda que em um cenário desafiador. “Estamos muito contentes e otimistas com os resultados. Sabemos que é um momento difícil para a cadeia do audiovisual nacional. Ter recebido esse número de inscrições nos reforça a confiança para realizar o festival”, avalia o gerente de projetos da Gramadotur, Diego Scariot.
Produções de 23 estados e do Distrito Federal marcaram presença entre os inscritos. São Paulo (com 46 longas e 136 curtas), Rio de Janeir (30 longas e 67 curtas), Rio Grande do Sul (13 longas e 55 curtas) e Minas Gerais (nove longas e 31 curtas) são os estados que concentram o maior número de produções.
Entre os estrangeiros, 49 filmes são argentinos, 10 espanhóis, seis uruguaios e cinco mexicanos, mas também há produções da Bolívia, Chile, Colômbia, Cuba, Equador, México, Paraguai, Peru, Portugal e Venezuela.
A realização do 48º Festival de Cinema de Gramado está garantida, apesar do cenário de prevenção vivido atualmente no mundo. Programada para 14 a 22 de agosto, a nova edição ainda poderá ter as datas alteradas, conforme o avanço da normalidade das atividades pós-pandemia. O presidente da Gramadotur,  Edson Néspolo, repete que está otimista, mas com responsabilidade: “Estamos atentos à evolução da pandemia e acompanhando as informações do Brasil e do mundo diariamente. Nossos eventos somente serão realizados com total segurança e, embora estejamos trabalhando para realizar o Festival de Cinema em agosto, não descartamos o adiamento para setembro”.
Comentários