Porto Alegre, quarta-feira, 18 de março de 2020.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Artes visuais

Notícia da edição impressa de 18/03/2020. Alterada em 17/03 às 19h36min

Exposição 'Amar-se' segue em cartaz no ParkShopping Canoas

Obras de Jackson Brum revelam figuras humanas e expressões repletas de sentimento

Obras de Jackson Brum revelam figuras humanas e expressões repletas de sentimento


GABRIELA FRITSCH/DIVULGAÇÃO/JC
Está aberta para visitação, no ParkShopping Canoas (Farroupilha, 4.545 - Canoas), a exposição Amar-se, do artista plástico Jackson Brum. Com curadoria de Vinicius Amorim, a mostra revela figuras humanas e expressões repletas de sentimento, em um trabalho cheio de cores que convida à reflexão sobre as diversas formas de amar. A visitação é de segunda a sexta-feira, das 10h às 22h, e nos domingos e feriados, das 14h às 20h, sempre com entrada gratuita.
Está aberta para visitação, no ParkShopping Canoas (Farroupilha, 4.545 - Canoas), a exposição Amar-se, do artista plástico Jackson Brum. Com curadoria de Vinicius Amorim, a mostra revela figuras humanas e expressões repletas de sentimento, em um trabalho cheio de cores que convida à reflexão sobre as diversas formas de amar. A visitação é de segunda a sexta-feira, das 10h às 22h, e nos domingos e feriados, das 14h às 20h, sempre com entrada gratuita.
Essa é a quarta exposição na ParkGallery, galeria de arte itinerante do shopping canoense. A partir desta edição, todos os artistas que participarem realizam uma ação de pintura ao vivo no ParkShopping Canoas, na qual pintarão uma tela antes da exposição começar. Jackson Brum foi o primeiro a colocar em prática a novidade, e a obra resultante está integrada a Amar-se desde então.