Porto Alegre, sexta-feira, 13 de março de 2020.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

CINEMA

Notícia da edição impressa de 13/03/2020. Alterada em 13/03 às 03h00min

Lauro Escorel lança documentário com olhar sobre a fotografia brasileira

Registro de Marcel Gautherot, apresentado no longa 'Fotogração'

Registro de Marcel Gautherot, apresentado no longa 'Fotogração'


PIERRE VERGER/DIVULGAÇÃO/JC
Após a estreia no 24º Festival Internacional de Documentários - É Tudo Verdade 2019, o documentário Fotografação entra em cartaz no CineBancários (Gen. Câmara, 424), com sessões às 17h. Novo trabalho de Lauro Escorel, o longa busca apresentar um olhar sobre a fotografia brasileira.
Após a estreia no 24º Festival Internacional de Documentários - É Tudo Verdade 2019, o documentário Fotografação entra em cartaz no CineBancários (Gen. Câmara, 424), com sessões às 17h. Novo trabalho de Lauro Escorel, o longa busca apresentar um olhar sobre a fotografia brasileira.
Tendo trabalhado como diretor de fotografia em filmes de Cacá Diegues, Hector Babenco e Leon Hirzman, Escorel teve a ideia para Fotografação em 2014, saciando um desejo de exibir ao público imagens guardadas nos principais acervos do País. Assim, o diretor viu a possibilidade de apresentar o Brasil aos brasileiros e ao mundo por meio da fotografia, desde seu surgimento até a atualidade, passando pelos principais nomes e chegando ao impacto das novas tecnologias e da fotografia digital na sociedade contemporânea.
O documentário mostra Marc Ferrez e Augusto Malta, primeiros fotógrafos a atuarem no País, ainda no século XIX, além do modernista Mário de Andrade e Hildegard Rosenthal, José Medeiros, Marcel Gautherot e Pierre Verger, principais praticantes da fotografia moderna.