Porto Alegre, quarta-feira, 11 de março de 2020.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Acontece

Notícia da edição impressa de 11/03/2020. Alterada em 10/03 às 19h39min

Espetáculo 'Chuá' volta à Casa de Cultura Mario Quintana

Voltada para bebês, peça entra em cartaz no próximo final de semana

Voltada para bebês, peça entra em cartaz no próximo final de semana


ADRIANA MARCCHIORI/DIVULGAÇÃO/JC
As atrizes Ana Luiza Bergmann e Rita Spier voltam a se apresentar, a partir deste sábado, com a peça infantil Chuá - Descobertas na água. Com direção de Alexandre Fávero e consultoria pedagógica de Paulo Fochi, o espetáculo, voltado para bebês, fica em cartaz até o dia 22 de março, na Sala Cecy Frank da Casa de Cultura Mario Quintana (Andradas, 736), às 15h e às 17h, aos sábados e domingos.
As atrizes Ana Luiza Bergmann e Rita Spier voltam a se apresentar, a partir deste sábado, com a peça infantil Chuá - Descobertas na água. Com direção de Alexandre Fávero e consultoria pedagógica de Paulo Fochi, o espetáculo, voltado para bebês, fica em cartaz até o dia 22 de março, na Sala Cecy Frank da Casa de Cultura Mario Quintana (Andradas, 736), às 15h e às 17h, aos sábados e domingos.
Em Chuá, brincadeiras dos pequenos com água são utilizadas como centro do processo de criação. Através de recipientes metálicos, ora vazios, ora cheios, é permitido um jogo de pequenas descobertas visuais e sonoras no espaço teatral. A gravidade, o tempo, a luz e música desencadeiam estímulos e leituras simbólicas nas quais o corpo e a água se encontram e despertam conexões e memórias afetivas com o banho, o meio ambiente, a gestação e a vida na sua concepção sagrada.
A experiência de sentir a água escorrendo pelos dedos acompanha a humanidade desde sempre e fala metaforicamente dessa tenra e efêmera fase da primeira infância. Assim, Chuá se torna uma experiência em que cada um sacia sua curiosidade por meio da brincadeira com os sentidos.
Os ingressos custam R$ 40,00, com meia-entrada para bebês, estudantes, idosos, classe artística e professores, e estarão à venda na bilheteria do local, uma hora antes das apresentações.