Porto Alegre, segunda-feira, 09 de março de 2020.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Cinema

Notícia da edição impressa de 09/03/2020. Alterada em 08/03 às 19h16min

Mostra na Cinemateca Capitólio exibe 22 longas que estão completando 40 anos

Sucesso de bilheteria em 1980, 'Apertem os cintos... O piloto sumiu!' é uma das atrações

Sucesso de bilheteria em 1980, 'Apertem os cintos... O piloto sumiu!' é uma das atrações


PARAMOUNT PICTURES/DIVULGAÇÃO/JC
A partir desta terça-feira (10), a nostalgia tomará conta da Cinemateca Capitólio (Demétrio Ribeiro, 1.085). Com uma programação repleta de clássicos, exibições especiais e sessões comentadas, a mostra 1980 apresentará 22 longas-metragens que estão completando 40 anos de lançamento em 2020.
A partir desta terça-feira (10), a nostalgia tomará conta da Cinemateca Capitólio (Demétrio Ribeiro, 1.085). Com uma programação repleta de clássicos, exibições especiais e sessões comentadas, a mostra 1980 apresentará 22 longas-metragens que estão completando 40 anos de lançamento em 2020.
A sessão de abertura, às 20h desta terça-feira, apresenta a produção soviética Conhecendo o grande e vasto mundo, da cultuada diretora Kira Muratova. A sessão será comentada por Juliana Costa e Marcela Bordin, integrantes do Cineclube Academia das Musas. O projeto, que estuda filmes realizados por mulheres, também abordará outra sessão especial comentada dentro da mostra: Simone Barbès ou a virtude, da francesa Marie-Claude Treilhou.
A seleção inclui um conjunto de 12 filmes lançados nos Estados Unidos em um momento de turbulência da Nova Hollywood. A geração que tomou de assalto a cinematografia norte-americana durante os anos 1970 registrou, na virada da década, alguns fracassos monumentais de produções ambiciosas. Com o tempo, essas obras "malditas" foram reavaliadas e acabaram se tornando clássicos do cinema.
Por outro lado, os dois filmes de maior bilheteria dos Estados Unidos em 1980 - Apertem os cintos... O piloto sumiu!, do trio Jim Abrahams, David Zucker e Jerry Zucker; e O Império contra-ataca, de Irvin Kershner - também se destacam na programação hollywoodiana da mostra. Fazem parte da seleção, ainda, filmes de cineastas como Martin Scorsese (Touro indomável), Brian De Palma (Vestida para matar), Robert Altman (Popeye), Dennis Hopper (Anos de rebeldia), Michael Cimino (O portal do paraíso), Paul Schrader (Gigolô americano), Samuel Fuller (Agonia e glória), Woody Allen (Memórias), Clint Eastwood (Bronco Billy) e John Carpenter (A bruma assassina).
Dois clássicos brasileiros restaurados ganham exibições únicas: Pixote - A lei do mais fraco, de Hector Babenco, e A idade da Terra, de Glauber Rocha. Em diálogo com o canto do cisne de Glauber, a mostra exibe os dois filmes que desbancaram o brasileiro no Festival de Veneza de 1980: Glória, de John Cassavetes, e Atlantic City, de Louis Malle. A insatisfação com o resultado motivou um histórico protesto do cineasta durante o evento. A exibição do filme de Malle é uma parceria com a Cinemateca da Embaixada da França e o Institut Français.
O Projeto Raros exibe Não brinque com fogo, um retrato da juventude inconsequente de Hong Kong, dirigido por Tsui Hark. A sessão conta com apresentação e comentários gravados em vídeo exclusivamente para a programação do crítico Filipe Furtado, curador da mostra Cidade em chamas: o cinema de Hong Kong. Outro cultuado conto cruel da juventude dos anos 1980 que integra a programação é o drama holandês Sem controle, de Paul Verhoeven.
As sessões especiais incluem também um dos longas-metragens mais importantes da história do Níger, O exilado, de Oumarou Ganda, que tem sessão comentada pelo crítico e pesquisador Pedro Henrique Gomes. O fim de semana de encerramento terá uma sessão à meia-noite com a obra-prima O iluminado, de Stanley Kubrick. O ingresso custa R$ 10,00, com meia-entrada para estudantes e idosos. Mais informações em www.capitolio.org.br.

Confira a programação

10/3 ter
20h - Conhecendo o grande e vasto mundo + debate com Cineclube Academia das Musas (entrada gratuita)
11/3 qua
20h - Sem controle
12/3 qui
18h - Popeye
20h - Anos de rebeldia
13/3 sex
18h - A bruma assassina
20h - Projeto Raros: Não brinque com fogo (entrada gratuita)
14/3 sáb
18h - Vestida para matar
20h - Touro indomável
15/3 dom
18h - O portal do paraíso
17/3 ter
18h - Apertem os cintos... O piloto sumiu!
20h - Bronco Billy
18/3 qua
18h - Gigolô americano
20h - Agonia e glória
19/3 qui
16h15min - Memórias
18h - Anos de rebeldia
19h40min - O exilado + debate (entrada gratuita)
20/3 sex
16h15min - Sem controle
18h30 - Apertem os cintos... O piloto sumiu!
20h - Projeto Raros Especial: Simone Barbès ou a virtude (entrada gratuita)
21/3 sáb
17h - Guerra nas estrelas: o Império contra-ataca
19h30min - A idade da Terra
22/3 dom
16h15min - A bruma assassina
18h - Atlantic City
20h - Pixote, a lei do mais fraco
24/3 ter
16h15min - Memórias
18h - Glória
25/3 qua
16h15min - Atlantic City
18h - Guerra nas estrelas: o Império contra-ataca
26/3 qui
14h - Agonia e glória
27/3 sex
14h - Vestida para matar
28/3 sáb
14h - Apertem os cintos... O piloto sumiu!
16h - Memórias
23h59min - O iluminado
29/3 dom
14h - Gigolô americano
31/3 ter
14h - Touro indomável
20h - Popeye
1º/4 qua
14h - Bronco Billy
20h - Glória