Porto Alegre, sábado, 26 de setembro de 2020.
Dia Nacional dos Surdos.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 26 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Música

- Publicada em 13h38min, 23/01/2020. Atualizada em 15h03min, 23/01/2020.

Funarte proíbe participação de bandas de rock em premiação

Presidente Funarte, Dante Mantovani, relacionou o rock à "indústria do aborto" e ao satanismo

Presidente Funarte, Dante Mantovani, relacionou o rock à "indústria do aborto" e ao satanismo


REPRODUÇÃO/JC
Atualizada às 15h
Atualizada às 15h
A Fundação Nacional de Artes (Funarte) proibiu a participação de bandas de rock no Prêmio de Apoio a Bandas de Música 2020. A instituição divulgou na quarta-feira (22) o edital para a participação do concurso de âmbito nacional.
{'nm_midia_inter_thumb1':'', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5c6f03d777ac4', 'cd_midia':8634598, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/gif/2019/02/21/banner_whatsapp_280x50px_branco-8634598.gif', 'ds_midia': 'WhatsApp Conteúdo Link', 'ds_midia_credi': 'Thiago Machado / Arte JC', 'ds_midia_titlo': 'WhatsApp Conteúdo Link', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '280', 'cd_midia_h': '50', 'align': 'Center'}
O presidente da Funarte, Dante Mantovani, relacionou o rock à "indústria do aborto" e ao satanismo em dezembro do ano passado. "O rock ativa a droga, que ativa o sexo, que ativa a indústria do aborto. A indústria do aborto por sua vez alimenta uma coisa muito mais pesada, que é o satanismo. O próprio John Lennon disse que fez um pacto com o diabo", afirmou Mantovani em vídeo publicado em seu canal no Youtube.
O edital tem como objetivo a distribuição de instrumentos de sopro, para "banda de música, banda municipal, banda sinfônica, banda de concerto, banda filarmônica, sociedade musical e orquestra de sopro", segundo a Funarte. O objetivo da premiação é "realizar a ampliação ou reposição do instrumental desses grupos".
Em resposta à uma matéria do jornal O Globo, a fundação alegou que o "edital serve à distribuição de instrumentos apenas para bandas civis 'tradicionais', e não para outros tipos de bandas". A nota assinada por Mantovani frisa que a proibição não é exclusiva a bandas de rock.
O edital explicita que não podem participar do prêmio "'fanfarras' ou 'bandas marciais' ligadas ou não a instituições do ensino regular público ou privado, 'bandas de pífanos', 'bandas de rock', 'big-bands', bem como conjuntos musicais assemelhados, conjuntos musicais de instituições religiosas, bandas militares e bandas de instituições de segurança pública".
"Além disso, 'bandas de música' sempre foi considerada pela Funarte como uma linguagem musical específica, distinta das demais. (...) Portanto, a Funarte nunca teve, não tem e nunca poderá ter preconceito contra nenhum estilo musical – como se espera de uma instituição federal de Estado", explica o presidente da fundação em nota. As declarações sobre o rock, feitas por Mantovani no final do ano anterior, não foram abordadas.
Comentários CORRIGIR TEXTO