Porto Alegre, sexta-feira, 24 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 24 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Cinema

- Publicada em 03h33min, 22/11/2019. Atualizada em 09h10min, 22/11/2019.

Concorrente brasileiro ao Oscar, 'A vida invisível' entra em cartaz

No longa, Carol Duarte vive uma jovem que sonha se tornar uma pianista

No longa, Carol Duarte vive uma jovem que sonha se tornar uma pianista


VITRINE FILMES/DIVULGAÇÃO/JC
Concorrente brasileiro para a disputa do Oscar de Melhor Filme Internacional, A vida invisível é o sétimo longa de Karim Aïnouz. Exibido nos festivais de cinema de Toronto e Zurique, a obra conquistou o Gran Prix na mostra Un certain regard do Festival de Cannes.
Concorrente brasileiro para a disputa do Oscar de Melhor Filme Internacional, A vida invisível é o sétimo longa de Karim Aïnouz. Exibido nos festivais de cinema de Toronto e Zurique, a obra conquistou o Gran Prix na mostra Un certain regard do Festival de Cannes.
Baseado na obra de Martha Batalha, o filme é ambientado no Rio de Janeiro de 1950, com as jovens Eurídice Gusmão (Carol Duarte) e Guida Gusmão (Julia Stockler), irmãs de 18 e 20 anos, respectivamente, que vivem com os pais em uma casa conservadora. Ambas buscam um sonho, sendo o de Guida de encontrar o amor e o de Eurídice o de virar pianista profissional. Consideradas inseparáveis, elas são separadas pelo pai e forçadas a viver longe.
A distribuição internacional do filme já foi adquirida por mais de 30 países. O elenco de A vida invisível também conta com Antônio Fonseca, Bárbara Santos, Flávia Gusmão, Flavio Bauraqui, Maria Manoella e participação especial de Fernanda Montenegro.
Comentários CORRIGIR TEXTO