Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 14 de novembro de 2019.
Dia do Bandeirante.

Jornal do Comércio

Cultura

COMENTAR | CORRIGIR

cinema

Edição impressa de 14/11/2019. Alterada em 14/11 às 03h00min

Multipremiado 'Azougue Nazaré' aborda conflitos religiosos

Longa de estreia de Tiago Melo se passa em Nazaré da Mata, capital do Maracatu Rural

Longa de estreia de Tiago Melo se passa em Nazaré da Mata, capital do Maracatu Rural


INQUIETA CINE/DIVULGAÇÃO/JC
Vencedor de mais de 15 prêmios após percorrer dezenas de festivais mundiais e nacionais, Azougue Nazaré estreia nesta quinta-feira no circuito comercial. Primeiro longa de Tiago Melo, a obra aborda acontecimentos curiosos que estão assombrando os moradores de Nazaré da Mata, município pernambucano em que o filme foi rodado.
Vencedor de mais de 15 prêmios após percorrer dezenas de festivais mundiais e nacionais, Azougue Nazaré estreia nesta quinta-feira no circuito comercial. Primeiro longa de Tiago Melo, a obra aborda acontecimentos curiosos que estão assombrando os moradores de Nazaré da Mata, município pernambucano em que o filme foi rodado.
A trama é ambientada em um canavial que aparenta não ter fim, com o casal Catita e Irmã Darlene vivendo em uma casa isolada. Catita esconde que é uma participante do Maracatu Rural, enquanto Darlene é fiel da igreja do Pastor Barachinha, este que é um antigo mestre que foi convertido à religião evangélica, se vendo na missão de expulsar o demônio do Maracatu, como forma de evangelizar a cidade inteira.
Nazaré da Mata é conhecida por ser a capital do Maracatu Rural, uma manifestação tradicional da cultura popular do Brasil que surgiu com a mistura de danças e religiões de matriz africana que foram trazidas pelos povos escravizados ao Brasil. Tal abordagem do filme está no sangue do diretor, já que sua avó, nascida na cidade do longa, completou 102 anos, mesma idade do Cambinda Brasileira, o mais antigo grupo de maracatu ativo.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia