Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 08 de novembro de 2019.
Dia Mundial do Urbanismo.

Jornal do Comércio

Cultura

COMENTAR | CORRIGIR

Cinema

Edição impressa de 08/11/2019. Alterada em 08/11 às 03h00min

Indicado sul-coreano ao Oscar, 'Parasita' aborda desigualdades sociais

Filme ganhou a Palma de Ouro de Cannes por decisão unânime do júri

Filme ganhou a Palma de Ouro de Cannes por decisão unânime do júri


PANDORA FILMES/DIVULGAÇÃO/JC
Concorrente da Coreia do Sul para indicação ao Oscar 2020 de Melhor Filme Estrangeiro, Parasita estreia nas salas brasileiras após receber o prêmio do público na 43ª Mostra Internacional de Cinema, ocorrida em São Paulo. O diretor do longa, Bong Joon Ho, escreveu o roteiro ao lado de Han Jin Won.
Concorrente da Coreia do Sul para indicação ao Oscar 2020 de Melhor Filme Estrangeiro, Parasita estreia nas salas brasileiras após receber o prêmio do público na 43ª Mostra Internacional de Cinema, ocorrida em São Paulo. O diretor do longa, Bong Joon Ho, escreveu o roteiro ao lado de Han Jin Won.
A história aborda uma família que tem todos os seus membros desempregados e vivendo na miséria. A situação se altera quando o filho mais velho consegue um emprego como professor de uma garota rica, com este contato fazendo com seus familiares busquem ascender socialmente para a vida de luxo e glamour dos familiares da menina. A partir desta decisão, tem início uma série de acontecimentos que fogem do controle, e dos quais ninguém sairá ileso.
Com Parasita, o cineasta sul-coreano busca realizar uma crítica social, sendo o retrato da contínua polarização e desigualdade da sociedade um dos tópicos levantados pelo filme. O longa também foi vencedor da Palma de Ouro no Festival de Cannes 2019, tendo recebido o prêmio por decisão unânime do júri.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia