Porto Alegre, sexta-feira, 24 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 24 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

literatura

- Publicada em 03h32min, 01/11/2019. Atualizada em 03h00min, 01/11/2019.

Escritor sueco é um dos destaques do sábado na Feira do Livro

Mats Strandberg participa de debate sobre seu novo livro, ' A última travessia'

Mats Strandberg participa de debate sobre seu novo livro, ' A última travessia'


HENRIC LINDSTEN/DIVULGAÇÃO/JC
Após uma sexta-feira dedicada a atividades para os leitores infantis e juvenis, as atividades da área geral da Feira do Livro aceleram a partir de sábado. Um dos destaques internacionais do evento, o escritor sueco Mats Strandberg apresenta, às 18h, no Centro Cultural CEEE Erico Verissimo (Andradas, 1.223), seu livro A última travessia, lançado no Brasil pela editora Morro Branco. A publicação, sucesso de vendas na Europa, conta a história de uma viagem de sonhos que se transforma em um terrível pesadelo. Mais tarde, às 19h, o autor estará na Praça de Autógrafos assinando exemplares da obra.
Após uma sexta-feira dedicada a atividades para os leitores infantis e juvenis, as atividades da área geral da Feira do Livro aceleram a partir de sábado. Um dos destaques internacionais do evento, o escritor sueco Mats Strandberg apresenta, às 18h, no Centro Cultural CEEE Erico Verissimo (Andradas, 1.223), seu livro A última travessia, lançado no Brasil pela editora Morro Branco. A publicação, sucesso de vendas na Europa, conta a história de uma viagem de sonhos que se transforma em um terrível pesadelo. Mais tarde, às 19h, o autor estará na Praça de Autógrafos assinando exemplares da obra.
Em paralelo, a editora Sulina traz a mesa Cidade, imaginário e cotidiano, com o francês Philippe Joron e os italianos Vicenzo Susca e Fabio La Rocca, ao lado do jornalista e escritor Juremir Machado da Silva. A atividade é às 16h30min, no Auditório Barbosa Lessa. Todos os autores vão autografar seus últimos lançamentos.
Às 15h30min de sábado, a escritora Marta Leiria autografa o livro de crônicas A inveja nossa de cada dia (Metamorfose, 174 págs., R$ 40,00), sua primeira obra individual. Mais tarde, às 19h30min, estará na Praça de Autógrafos Mal-estar em tempos sombrios, Revista da Appoa nº 51/52, trazendo ensaios sobre temas como violência e segregação. Por sua vez, Maria Tomaselli autografa, às 16h30min, Ela se chama Azelene, narrativa ficcional que propõe reflexões sobre liberdade e empatia. 
Um dos destaques da programação de domingo é o sarau Poesia dita - Poesia escrita, que reúne os poetas Gonçalo Ferraz, Mara Reichert, Fátima Farias, Ricardo Silvestrin e Maria do Carmo Campos, além de contar com as participações especiais de Mario Furtado Fontanive, Álvaro Santi, Fabrício Limberger, Rafael Escobar e Susana Vernieri. Promovida pela editora Libretos, a atividade acontece às 18h30min, no Salão Retrato do CCCEV. Mais tarde, às 19h30min, os participantes autografam na praça central.

Confira os destaques da programação

AUTÓGRAFOS
Sábado
14h30min - Silêncios e contradições em uma das maiores cadeias públicas da América Latina, de Eduardo Cleder Farias de Mattos
15h30min - Hoje não vou falar de amor, de Rubem Penz
15h30min - A inveja nossa de cada dia e outras reflexões crônicas, de Marta Leiria
18h30min - Alessandra virou livro, de Laura Dutra
18h30min - Monalisa no retrovisor, de Lisana Bertussi
19h30min - Mal-estar em tempos sombrios, Revista da Appoa nº 51/52
19h30min - Quem cuida da saúde mental infantojuvenil?, vários autores
19h30min - Pop, rock e Cafezinho - aconteceu desse jeito, de Mauro Borba
Domingo
16h30min - Ainda não há um furacão com seu nome, de Léo Cruz
17h30min - O squonk da Antônia, de Suzana Bins e Moa Gutterres
18h30min - Antes não era tarde, de Pedro Gonzaga
19h30min - Incerto sim, de Rafael Escobar; Fractais no café, de Mara Reichert; O mapa da República, de Susana Vernieri; Compras do mês, de Gonçalo Ferraz
PALESTRAS E BATE-PAPOS
Sábado
14h - O ser e a consciência da história (CCCEV), com Bruno Godinho
14h30min - Escritores gaúchos, série digital: Aldyr Garcia Schlee (CCCEV), com Alfredo Aquino, Maria Eunice Moreira e Luiz Olyntho Telles da Silva
15h - A arte combate a injustiça?, com Maria Tomaselli, Antonio Gerbase e Gustavo Nackle (CCCEV)
16h - 1824 e os 195 anos de imigração alemã no Brasil, com Rodrigo Trespach (CCCEV)
16h30min - Cidade, imaginário e cotidiano, com Juremir Machado da Silva, Philippe Joron, Vincenzo Susca e Fabio La Rocca (CCCEV)
17h - Conversa com a patrona da 65ª Feira do Livro, Marô Barbieri (CCCEV)
17h - O potencial de um mundo entre quatro paredes, com Laura Dutra, Marilice Costi e Berenice Luconi (CCCEV)
18h - Presença sueca na Feira do Livro: Mats Strandberg (CCCEV)
Domingo
9h - Apresentações artísticas do Ciclo Inclusivo (Teatro Carlos Urbim)
16h30min - Uma história da escravidão no Brasil, com Laurentino Gomes e mediação de Carlos André Moreira (CCCEV)
17h - Abordagens dos anos 1990 na literatura brasileira, com Alex Bezerra de Menezes e Caco Belmonte (CCCEV)
17h - Conversa com o patrono da 47ª Feira do Livro, Armindo Trevisan (CCCEV)
18h30min - Poesia dita - Poesia escrita, sarau com autores da Editora Libretos
Programação completa em www.feiradolivro-poa.com.br
 
Comentários CORRIGIR TEXTO