Porto Alegre, sábado, 25 de julho de 2020.
Dia do Escritor. Dia do Motorista .

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 25 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

música

- Publicada em 03h27min, 17/10/2019. Atualizada em 03h00min, 17/10/2019.

Projeto Concha apresenta shows de Juliana Perdigão e Iara Rennó no Agulha

Juliana Perdigão interpreta composições feitas a partir de versos de poetas

Juliana Perdigão interpreta composições feitas a partir de versos de poetas


/JOSÉ DE HOLANDA/DIVULGAÇÃO/JC
Juliana Perdigão e Iara Rennó são as atrações de outubro do Projeto Concha, em show que acontece nesta quinta-feira (17), a partir das 22h, no Agulha (Conselheiro Camargo, 300). Ingressos, a partir de R$ 20,00, estão à venda do site Sympla ou no local, no dia do show, mediante disponibilidade.
Juliana Perdigão e Iara Rennó são as atrações de outubro do Projeto Concha, em show que acontece nesta quinta-feira (17), a partir das 22h, no Agulha (Conselheiro Camargo, 300). Ingressos, a partir de R$ 20,00, estão à venda do site Sympla ou no local, no dia do show, mediante disponibilidade.
Juliana Perdigão apresenta as canções do seu último disco, Folhuda, que traz composições feitas a partir de poemas de Angélica Freitas, Bruna Bebber, Arnaldo Antunes, Oswald de Andrade e Paulo Leminski. Por sua vez, Iara Rennó já teve canções interpretadas por vozes como Elza Soares, Gaby Amarantos e Ney Matogrosso, e traz um repertório que passeia por canções dos álbuns Macunaíma ópera tupi, Iara e Arco & flecha.
As atividades do Projeto Concha neste mês também incluem a Oficina de produção criativa para música, que será ministrada pela produtora cultural Alice Castiel nos dias 22 e 23, mas as inscrições estão encerradas. O projeto é uma iniciativa independente, criada em 2018 para chamar atenção para artistas mulheres que são, muitas vezes, preteridas pelo circuito oficial da música.
Comentários CORRIGIR TEXTO