Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 20 de setembro de 2019.
Feriado no RS - Revolução Farroupilha.

Jornal do Comércio

Cultura

COMENTAR | CORRIGIR

artes cênicas

Edição impressa de 19/09/2019. Alterada em 20/09 às 14h05min

Gota D'água {Preta} é atração do Porto Alegre em Cena

Espetáculo é uma releitura de musical escrito por Chico Buarque e Paulo Pontes

Espetáculo é uma releitura de musical escrito por Chico Buarque e Paulo Pontes


SERGIO SILVA/DIVULGAÇÃO/JC
O espetáculo Gota D'água {Preta}, do ator, diretor e dramaturgo Je Oliveira - fundador do Coletivo Negro e indicado ao Prêmio Shell 2019 na categoria Inovação, pela releitura desta obra - mostra a versatilidade do artista ao longo de sua carreira, que transita entre diferentes ritmos, como rap e MPB. 
O espetáculo Gota D'água {Preta}, do ator, diretor e dramaturgo Je Oliveira - fundador do Coletivo Negro e indicado ao Prêmio Shell 2019 na categoria Inovação, pela releitura desta obra - mostra a versatilidade do artista ao longo de sua carreira, que transita entre diferentes ritmos, como rap e MPB. 
O musical, escrito originalmente por Chico Buarque e Paulo Pontes, em 1975, inspirado na Medeia de Eurípedes, é encenado pela primeira vez com elenco predominantemente negro, misturando clássicos de Chico com estilos da periferia, como funk e hip hop, e mostrando ainda uma realidade diversa, cuja escolha politico-estetica traz a forca da musicalidade ancestral e a influencia das religioes de matriz africana. As sessões ocorrem sábado e domingo no Theatro São Pedro, às 18h, com ingressos entre R$ 20,00 e R$ 80,00.

Porto Alegre em Cena

Going home tem sessões sexta-feira e sábado

Going home tem sessões sexta-feira e sábado


EMILIE JONET/DIVULGAÇÃO/JC
Quinta-feira:
  • Reflexões em cena: no saguão do CMC, às 15h. Entrada franca.
  • Os homens que caem: sessão de autógrafos, às 18h. No saguão do CMC.
  • Happi: a tristeza do rei: no Teatro do Prédio 40 da Pucrs, às 19h. R$ 80,00.
  • Arena selvagem: no Teatro de Arena, às 20h. R$ 30,00.
  • O silêncio do mundo: no Theatro São Pedro, às 21h. R$ 60,00.
  • Coletivo O Bronx: sessão maldita, à meia-noite, no CMC. Entrada franca.
Sexta-feira:
  • Reflexões em cena: no saguão do CMC, às 15h. Entrada franca.
  • Macbeth e o reino sombrio: no Teatro do Sesc, às 16h. R$ 30,00.
  • Paulo Flores: sessão de autógrafos, às 18h. No saguão do CMC.
  • Arena selvagem: no Teatro de Arena, às 20h. R$ 30,00.
  • Ela: no CHC Santa Casa, às 20h. R$ 80,00.
  • Going home: no Teatro Renascença, às 21h. R$ 80,00.
  • Rainhas da noite: sessão maldita, à meia-noite, no CMC. Entrada franca.
Sábado
  • e o reino sombrio: no Teatro do Sesc, às 16h. R$ 30,00.
  • Elas: na Sala Álvaro Moreyra, às 19h. R$ 30,00.
  • Going home: no Teatro Renascença, às 21h. R$ 80,00.
  • Ela: no CHC Santa Casa, às 20h. R$ 80,00.
  • Cecé Pássaro: sessão maldita, à meia-noite, no CMC. Entrada franca.
Domingo
  • Elas: na Sala Álvaro Moreyra, às 19h. R$ 30,00.
  • Going home: no Teatro Renascença, às 21h. R$ 80,00.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia