Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 19 de agosto de 2019.
Dia Mundial da Fotografia.

Jornal do Comércio

Cultura

COMENTAR | CORRIGIR
Edição impressa de 19/08/2019. Alterada em 19/08 às 03h00min

Um olhar para o Arroio Dilúvio

Exposição Travessia do Dilúvio deve ser aberta em outubro deste ano

Exposição Travessia do Dilúvio deve ser aberta em outubro deste ano


EDUARDO SEIDL/DIVULGAÇÃO/JC

Registrar e resgatar a memória e a visibilidade de um dos principais arroios de Porto Alegre é o objetivo da exposição Travessia do Dilúvio, promovida pelos fotógrafos Eduardo Seidl e Flávia de Quadros e pelo artista Gustavo Souza. Para custear a mostra, prevista para o mês de outubro no Planetário da Ufrgs, o trio está buscando contribuições via financiamento coletivo.

As doações, entre R$ 10,00 e R$ 450,00, podem ser feitas pelo link bit.ly/diluviokickante, e a campanha oferece recompensas como cópias assinadas das fotografias e desenhos. Além das imagens, a recompensa inclui uma caminhada guiada e uma oficina, ministrada pelos três autores.

Os três profissionais registraram fotos, vídeos e desenhos referentes aos 17.600 metros do arroio, desde a sua foz, no bairro Praia de Belas, até as nascentes no Parque Saint Hilaire, em Viamão.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia