Porto Alegre, quarta-feira, 29 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 29 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

ACONTECE

- Publicada em 03h33min, 23/05/2019. Atualizada em 03h00min, 23/05/2019.

Edinho Santa Cruz comemora aniversário de carreira com show no Theatro São Pedro

Apresentação do artista também marca o lançamento de novo álbum

Apresentação do artista também marca o lançamento de novo álbum


FÁBIO NUNES/DIVULGAÇÃO/JC
O músico, cantor e compositor mineiro Edinho Santa Cruz celebra 56 anos de carreira com espetáculo nesta quinta-feira (23) no Theatro São Pedro (Praça Marechal Deodoro, s/nº), ao lado da Orquestra da Ulbra. A apresentação também marca o lançamento do álbum Jogo do silêncio, com composições autorais inspiradas em sua própria história e em grandes mestres da música, como Villa-Lobos, Zequinha de Abreu, Dilermando Reis, Pixinguinha, Luiz Bonfá e Tom Jobim.
O músico, cantor e compositor mineiro Edinho Santa Cruz celebra 56 anos de carreira com espetáculo nesta quinta-feira (23) no Theatro São Pedro (Praça Marechal Deodoro, s/nº), ao lado da Orquestra da Ulbra. A apresentação também marca o lançamento do álbum Jogo do silêncio, com composições autorais inspiradas em sua própria história e em grandes mestres da música, como Villa-Lobos, Zequinha de Abreu, Dilermando Reis, Pixinguinha, Luiz Bonfá e Tom Jobim.
No concerto que começa às 21h, com ingressos a R$ 40,00, a Orquestra da Ulbra estará com formação sinfônica: serão 44 músicos no palco sob regência do maestro Tiago Flores.
Além de ressaltar seu lado compositor, Santa Cruz revela em Jogo do silêncio a mistura do popular com o erudito, passando por diferentes estilos, desde valsa, moda de viola, bossa-nova e samba. São 12 músicas autorais arranjadas pelos conceituados maestros Jether Garotti Junior, Roberto Sion, León Halegua, Tiago Costa, Fábio Prado, Paulo Serino da Cruz, além de Concerto para uma voz, com arranjo de Alexey Kurkdjian.
Comentários CORRIGIR TEXTO