Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 10 de maio de 2019.

Jornal do Comércio

Cultura

COMENTAR | CORRIGIR

cinema

Edição impressa de 10/05/2019. Alterada em 10/05 às 03h00min

Documentário 'Varda por Agnès' chega aos cinemas

Longa é última produção da realizadora falecida em março

Longa é última produção da realizadora falecida em março


FADEL SENNA/AFP/JC
O último filme de uma das maiores diretoras do cinema mundial, Varda por Agnès, chega às telas, após sua morte, ocorrida em 29 de março de 2019. No documentário, a realizadora belga radicada na França Agnès Varda expõe processos de criação e revela sua experiência com o fazer cinematográfico. Ela dá um enfoque especial no método de storytelling, que denomina de "cine-writing", uma espécie de fórmula utilizada por ela na grande maioria de seus documentários e ficções.
Uma das verdadeiras gigantes da sétima arte, Agnès é reconhecida como mãe da Nouvelle Vague e ícone feminista. Na sua carreira de 64 anos, foi diretora de clássicos como Os catadores e eu, Cléo das 5 às 7 e As criaturas. Cineasta aclamada, recebeu o Oscar Honorário em 2017 e a Palma de Ouro Honorária no festival de Cannes de 2015. Em 2018, foi indicada ao Osmar de melhor documentário por Visages, villages.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia