Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 17 de abril de 2019.

Jornal do Comércio

Cultura

COMENTAR | CORRIGIR

Música

17/04/2019 - 14h40min. Alterada em 17/04 às 14h40min

Aretha Franklin recebe prêmio póstumo do Pulitzer

Cantora foi homenageada com a Menção Especial do Prêmio Pulitzer

Cantora foi homenageada com a Menção Especial do Prêmio Pulitzer


MOLLY RILEY/AFP/JC
Estadão Conteúdo
A rainha do soul Aretha Franklin, que morreu em agosto do ano passado aos 76 anos, ganhou um prêmio póstumo do Pulitzer. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (15), pelo Twitter, no perfil oficial do prêmio. A cantora foi homenageada com a Menção Especial do Prêmio Pulitzer por sua contribuição à música e cultura norte-americanas.
Ela é a primeira mulher, individualmente, a receber a citação especial desde que a mesma foi concedida pela primeira vez em 1930. "Parabéns a Aretha Franklin, sua família e amigos", disse o perfil do prêmio na rede social. Outros homenageados foram Hank Williams, Bob Dylan, Duke Ellington, John Coltrane e Thelonious Monk, entre outros.
Aretha Franklin morreu no dia 16 de agosto do ano passado após uma batalha contra o câncer de pâncreas. A cantora recebeu inúmeros outros prêmios - entre eles ser a primeira mulher a entrar no Hall da Fama do Rock and Roll.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia