Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 11 de abril de 2019.
Dia do Infectologista.

Jornal do Comércio

Cultura

COMENTAR | CORRIGIR

acontece

Edição impressa de 11/04/2019. Alterada em 11/04 às 03h00min

Marcos Fernando Kirst conta a vida e obra de Vivita Cartier em novo livro

Volume conta a trajetória da poeta, fatos curiosos e estilo de vida de uma família tradicional

Volume conta a trajetória da poeta, fatos curiosos e estilo de vida de uma família tradicional


EDITORA SÃO MIGUEL/DIVULGAÇÃO/JC
O jornalista e escritor Marcos Fernando Kirst vem a Porto Alegre neste sábado para o lançamento do livro O ocaso da Colombina: a breve e poética vida de Vivita Cartier (São Miguel, 812 págs.,R$ 60,00). O evento acontece na Academia Literária Feminina do Rio Grande do Sul (Sarmento Leite, 933), das 16h às 18h.
A biografia é resultado de oito anos de pesquisa. Além da trajetória da poeta porto-alegrense, o volume conta com contextualização, fatos curiosos e estilo de vida de uma família tradicional. Vivita nasceu em 1893 e morreu precocemente, de tuberculose, em 1919, em Criúva, distrito de Caxias do Sul. Alguns dos poemas da gaúcha foram publicados na imprensa da Capital e da Serra.
Completam o livro um ensaio escrito por José Clemente Pozenato, autor de O quatrilho, que traduziu os poemas da escritora do italiano ao português, cartas trocadas pela jovem com familiares, e um mapa astral da biografada. Já Marcos Fernando Kirst ocupa a cadeira 11 da Academia Caxiense de Letras e tem no currículo prêmios como o Açorianos de Literatura em 2014, com o romance A sombra de Clara.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia